Cinco dos melhores lugares para estudar na América Latina

0

O portal especializado em rankings educacionais QS, também uma consultoria, divulgou a lista sobre as melhores cidades do mundo para estudar. QS Best Student Cities 2022 destaca destinos como Londres, Munique, Seul, Tóquio, Berlim, Melbourne e Zurique.

Mas caso você tenha escolhido uma faculdade da América Latina para a sua formação superior, abaixo O QS também aponta os melhores destinos da região, cidades incríveis que oferecem universidades renomadas, cultura vibrante e uma experiência única para levar por toda a vida.

Para escolher o destino de estudo ideal deve-se levar em conta um equilíbrio entre diversos elementos, assim como os seis a partir dos quais o QS elaborou o seu ranking. A qualidade de suas instituições de ensino, o quão abertas são para estudantes estrangeiros, quão popular e desejável é o destino, oportunidades de trabalho, custo de vida e a opinião dos alunos que lá estudaram.

A partir desta análise, os destinos latino-americanos foram definidos na seguinte classificação:

1. Buenos Aires (Argentina)

De longe, a capital argentina é considerada a melhor cidade para estudantes da América Latina, com uma diferença de mais de 30 pontos em relação à segunda colocada, que é Santiago. Buenos Aires aparece em 22º lugar no ranking QS global, ótima posição. A cidade multicultural conta com espaços artísticos e de entretenimento como poucas no mundo. A empregabilidade também é um dos pontos forte, principalmente no campo da tecnologia, visto que é uma das mais avançadas da região nesta área. O custo de vida é relativamente baixo e as universidades argentinas, inclusive muitas sediadas em Buenos Aires (10 no total) destacam-se em participações no QS World University Rankings 2022 – a Universidade de Buenos Aires (UBA) é a melhor da América Latina e a única da região entre as 100 melhores do mundo, ocupando a 69ª posição.

2. Santiago (Chile)

A capital chilena ocupa o segundo lugar na América Latina e o 57º no mundo. O Chile tem sido uma das histórias de sucesso econômico da última década e, portanto, obtém a pontuação mais alta da região em empregabilidade. A opinião dos alunos também é destacada, posicionando-se como uma das melhores entre as listadas. Santiago é uma das cidades mais seguras da América Latina, mas com custo de vida dos mais caro da região, de acordo com a publicação para estudantes. Das nove universidades classificadas em Santiago, a Pontifícia Universidade Católica de Chile (UC) é a líder, aparecendo em 135º lugar no QS World University Rankings 2022.

3. Cidade do México (México)

A terceira das melhores cidades para se estudar na América Latina é a capital do México, segunda maior economia da região. Cidade do México é o 68º destino do mundo no ranking QS mais atual. A cidade tem uma pontuação equilibrada, onde empregabilidade e custo de vida são suas melhores marcas, enquanto a desejabilidade e abertura para estudantes internacionais são as que têm avaliação mais baixa. A capital mexicana ostenta uma impressionante seleção de universidades de nível mundial, com oito instituições no QS 2022, sendo a Universidade Nacional Autónoma de México (UNAM) a líder – segunda melhor da América Latina e 105º no ranking global.

4. São Paulo (Brasil)

São Paulo, a maior do Brasil e do continente americano, é a quarta das melhores cidades para estudar na América Latina. Ocupa a 80ª posição no mundo. Como tem sido tendência em outras cidades, é na área de empregabilidade que a metrópole tem melhor avaliação. A capital financeira e cultural do Brasil tem no seu elevado índice acadêmico outro valor importante – seis instituições constam no QS World University Rankings 2022, com a Universidade de São Paulo (USP) liderando o grupo, classificada em 121º lugar no mundo. Assim a cidade tem fortes credenciais como destino de estudos no exterior, com seu ponto fraco sendo as complicações típicas de uma megacidade, como o trânsito e a segurança.

5. Monterrey (México)

Esta cidade mexicana ficou em 97º lugar em todo o mundo. Seu ponto forte é o custo de vida, sendo líder na América Latina, isso significa que é a mais barata para estudantes. Por ser um dos mais importantes centros de negócios do México, com grande presença de empresas norte-americanas pois fica a apenas duas horas do Texas, Monterrey também é bem avaliada em questões de empregabilidade. A desejabilidade, por outro lado, é a sua pior nota, bem como a experiência dos estudantes internacionais. Embora a classificação não considere os motivos, isso pode estar relacionada a questões de segurança. A melhor universidade da cidade, classificada na posição 161 do QS World University Rankings 2022, é o Instituto Tecnológico de Monterrey (ITESM).

Quacquarelli Symonds (QS), do Reino Unido, não só faz rankings de cidades, é muito mais. Sua lista mais famosa classifica as melhores universidades do mundo – o QS World University Rankings, já citado acima, além de rankings como QS World University by Subject (classificação por área de estudo), QS Global MBA (classificação de MBA), QS Graduate Employability Rankings (empregabilidade de pós-graduação), para citar alguns.

viveenbuenosaires.com

Compartilhar.

Sobre o Autor

DEIXE UM COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Athosgls 21 anos fazendo a diferença na comunidade LGBT Mundial. Marca registrada.