‘Jogadores não se assumem gays porque têm vergonha’, diz belga Nainggolan

0

Conhecido pelo estilo bad boy e por ser polêmico, Radja Nainggolan foi deixado de fora da seleção da Bélgica que estará na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. De férias, o meia foi convidado para participar do programa de TV “Gert Late Night”, atração do seu país, e abriu o verbo sobre vários temas, entre eles a homossexualidade. O jogador afirmou que a presença de gays no futebol não acontece porque os atletas sentem medo de se assumir.

“Os jogadores não se assumem gays porque têm vergonha. Eles não se sentiriam confortáveis. O futebol é conhecido pelas belas mulheres que o rodeiam”, disse o atleta, que sempre combate a homofobia.

Uma das irmãs de Nainggolan, Riana, é homossexual e também joga futebol. O meia também já foi visto várias vezes em eventos na Gay Village de Roma acompanhado de amigos. Em cima do mesmo assunto, ele comentou sobre o assédio feminino no futebol.

“As mulheres me querem e esfregam isso na minha cara. Às vezes é difícil dizer não. Mesmo eu sendo casado, eu não sou um anjo, mas o mais importante é que nada aconteça”, afirmou.

Sobre a ausência na Copa do Mundo, Nainggolan deixou claro mais uma vez que teve divergências com o atual técnico da Bélgica, Roberto Martínez, e por isso foi preterido na lista dos 23 atletas.

“Não acho que tenha deixado de fora apenas por razões táticas, porque jogo na Série A, o campeonato mais tático que existe. Nós tivemos um relacionamento complicado”, disse o jogador de 30 anos, que até anunciou a aposentadoria logo após sair a convocação da Bélgica. “Se fosse hoje, deixaria o mundo do futebol. Não quero ser comentarista ou técnico. Quero ficar longe disso”.

 

https://extra.globo.com/esporte/copa-2018/jogadores-nao-se-assumem-gays-porque-tem-vergonha-diz-belga-nainggolan-22744786.html

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.

Athosgls 21 anos fazendo a diferença na comunidade LGBT Mundial. Marca registrada.