Guia gay de Roma – Viajay

0

Confira bares e boates gays em Roma, além de dicas maravilhosas neste Guia Viajay.

Considerada como uma das cidades mais antigas do mundo ocidental, Roma deu um passo importante nesta terça-feira (10) em relação aos direitos LGBT’s ao aprovar a 1ª lei sobre a união gay no país. O projeto enfrentou uma forte oposição da Conferência Episcopal Italiana (CEI), que reúne os bispos católicos do país, mas com 369 votos a favor e 193 contra na Câmara dos Deputados, o direito ao casamento homoafetivo agora é, definitivamente, uma Lei de Estado.

Fundada em 753 a.C., a “Cidade Eterna” é um destino incrível tanto para os casais apaixonados que querem trocar beijos ao redor da ‘Fontana di Trevi’ quanto para quem deseja curtir a badalada noite gay com direito a vista exclusiva para o Coliseu.   Para além das inúmeras piazzas, fontanas e basílicas, o Viajay separou algumas dicas para quem quer curtir o berço da civilzação ocidental de um jeito mais animado.  Se você perguntar a qualquer jovem romano sobre como começar a noite, a resposta será uma só: Gay Street – apelido para a Via San Giovanni Laterano. Um espaço de bares e boates “gay friendly” localizado à direita do Coliseu. Aí já dá para conhecer o famoso monumento, com direito a paquera e bons drinks (esquema bem diferente daquela ida com a família e guia turístico).

A Gay Street é o “esquente” da noite, já que os bares tem que atender uma rígida legislação sobre a venda de bebidas alcoólicas e fecham às 2h. O problema é que o metrô só circula até 1h e as boates bombam mesmo lá para 3h da madrugada. Aí o jeito é se programar pra chegar cedo, achar uma carona ou pagar o táxi.   Uma desvantagem da noite romana é que os bares/boates ficam em pontos distantes da cidade (e o sistema de transporte público é bem meia boca). Para se ter uma ideia, Roma conta apenas com duas linhas de metrô (a maioria foi feita na época de Mussolini e a obra teve que ser interrompida diversas vezes por causas dos sítios históricos que iam sendo descobertos).

Um dos bares mais movimentados da Gay Street é o “Coming Out”. Em cima dele, funciona o “B&B Second Floor”, m hotel-boutique pra quem deseja dormir e já acordar no clima de paquera e agito. Levando em consideração que a mobilidade na madrugada romana é bem precária, esse pode ser um grande diferencial na viagem.

As boates em Roma são conhecidas pela grande produção e mega estrutura. Palco, várias pistas, jardim, fumódromo, dark room… A balada mais famosa da noite romana é a “Mucassassina”, na boate Qube. A Mucca é uma festa tradicional que começou ainda nos anos 90 e acontece todas as sextas. Dividida em três andares, tem espaço para música pop, techno e remixes. O preço varia entre 10€ a 15€ (incluindo uma bebida). Aos sábados, o destino dos italianos é a “GIAM party”, na Alpheus (atualmente, a boate é chamada de ‘Planet Roma’, o que pode causar confusão. Mas é tudo a mesma coisa e os italianos ainda chamam pelo nome antigo).

Apesar de só ter um andar, a Alpheus (ou Planet) também conta com três pistas, jardim para fumantes, palco para apresentação de dançarinos (pelados) e drag queens. Considerando que qualquer viagem a Roma pede, pelo menos, três noites na cidade, outra boa opção é ir ao L’Alibe, que fica na região de Testaccio. A boate tem três andares, formado por dois bares e uma pista de dança. A região de Testaccio é meio estranha e longe do centro turístico. Não vale a pena a economia: planeje o metrô até um ponto fácil e integre com táxi.

Além dos bares e boates fixos, Roma conta com uma série de festivais e circuitos gays que acontecem ao longo do ano. O mais famoso dele é o “Gay Village”, um festival a céu aberto que acontece no verão e transforma a cidade no point gay da Europa. Em 2016, o “Gay Village” vai começar no dia 1º de junho com uma extensa programação (dá uma olhada no instagram pra sentir a vibe da “parada gay italiana”). Já no inverno, a “Fetish Pride” dá espaço para explorar as fantasias mais profundas com noites temáticas (couro, BSDM e o que mais a imaginação permitir).

Mas não saia pelas ruas italianas tão empolgado, comemorando a nova lei. O Viajay alerta que é proibido beber andando pelas ruas de Roma depois das 22h. A multa é de €280 para quem vender e €150 para quem for flagrado bebendo. Multiplique isso pelo valor do euro atualmente e já foi embora metade da viagem!

Sextas
Mucassassina – Qube Via di Portonaccio, 212 www.muccassassina.com

Sábados
“GIAM Party” Via del Commercio, 36 giam.biz

Todos os dias
Coming Out Gay Street – Ao lado do Coliseu (não tem erro) comingout.it

Fim de semana
L’Alibi Via di Monte Testaccio, 40/44 lalibi.it (facebook)

Festivais
Gay Village gayvillage.it instagram.com/gayvillageroma
Fetish Pride fetishpride.it

 

http://viajay.com.br/blog/visualizar/guia-gay-de-roma-viajay

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.