Projeto Dulcineia Enferrujada mergulha em intimidade no seu single de estreia

0

Produzida por Gui Marques, faixa é o lançamento musical do casal Tiago Tortora e Gabriel Alyrio

Como músicos e casal, Gabriel Alyrio e Tiago Tortora são uma dupla há 12 anos. Mas é com “Mergulho” que eles fazem sua estreia musical assinando como Dulcineia Enferrujada. No single, lançado pelo selo Cantores del Mundo e disponível nas plataformas de música digital, medo e insegurança são dissolvidos com arte, natureza, fé e amor.

Ouça “Mergulho”: http://bit.ly/DEMergulhoSingle

A música é parte importantíssima na relação dos dois e será através dela, com o lançamento desse trabalho, que Gabriel e Tiago se afirmam ainda mais como artistas e como casal. Primeira amostra do álbum de estreia do projeto, “Mergulho” trata das dúvidas sobre o retorno da dupla ao Brasil, depois de uma temporada de cinco anos na Suíça, envolto em crise política e econômica. O canto de Gabriel – em letra assinada pelo parceiro da dupla César Guajajara – funciona como um chamado dando força para os dois voltarem ao país-natal: “Se você não tiver medo ô rapaz / mas também se tiver / tanto faz”. A produção musical, assinada por Gui Marques (Qinho, BEL e Biltre), traz elementos eletrônicos e instrumentos tradicionais da música brasileira, como o berimbau, refletindo o momento do casal quando a música foi criada.

Os poemas no final da canção são de autoria de Tiago, e, declamados juntos, misturam os temas sobre a herança cultural brasileira, o trabalho não valorizado, a construção da cidade, a transição das eras e os deuses da criação/destruição que ensinam que dos momentos difíceis nasce a mudança.

O álbum de estreia criará um arco cronológico que irá contar a história desses 12 anos de namoro. As canções atravessam as memórias dos dois desde o início da relação, ainda muito jovens, conhecendo um ao outro e desbravando experiências, a mudança para a Suíça, onde viveram entre o sonho e a realidade, a saudade e a interdependência e, finalmente, a volta ao Brasil e o entender-se artista num cenário cada vez mais adverso para a cultura e para a comunidade LGBTQIA+.

A estreia de Dulcineia Enferrujada (nome inspirado por uma música de Tom Zé, “Dulcineia Popular Brasileira”, e na personagem fictícia Dulcineia, do romance Dom Quixote, de Miguel de Cervantes) foi toda construída com a Areia Produções Musicais, teve direção artística de Caio Riscado e conta com guitarras de Diogo Sili, baterias de Lourenço Vasconcellos e arranjos, base eletrônica, teclado e baixo synth do produtor Guilherme Marques.

Marques, junto do cantor, compositor e pesquisador musical Arthus Fochi, gere o selo Cantores Del Mundo. Cedida a Fochi em 2015 por Tita Parra, neta de Violeta Parra, a Cantores busca combater a sensação de isolamento, de que o Brasil é uma enorme ilha no meio de países hispânicos e fazer uma integração pessoal entre as culturas e sonoridades. O selo lançará o álbum do duo Dulcineia Enferrujada em 2019.

Ouça “Mergulho”: http://bit.ly/DEMergulhoSingle

Ficha técnica:

Direção geral e de projeto: Areia Produções Musicais

Direção artística: Caio Riscado

Produção musical: Guilherme Marques

Single:

Voz: Dulcineia Enferrujada (Gabriel Alyrio e Tiago Tortora)

Guitarra: Diogo Sili

Bateria: Lourenço Vasconcellos

Arranjos, base eletrônica, teclado e baixo synth: Guilherme Marques

Fotos: Elisa Mendes

Figurino fotos: Nathália Gastim

Make fotos: Tainá Lasmar

Design gráfico: Ana Bolshaw.

Letra:

Mergulho

Gabriel Alyrio e Camilo Alvarenga

Se você não tiver medo, ô rapaz

Mas também se tiver, tanto faz

e pra você que não tem

tem que saber muito mais

Tem banho de cachoeira, banho de rio e banho de mar

A Natureza é tudo isso que traz a paz

Ô rapaz (2x)

Capoeira que é de angola

traz Caboclo de Aruanda

Faz trabalho difícil

Parecer samba de roda

Ô rapaz (4x)

Por Daniel Corrêa
Compartilhar.

Sobre o Autor

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of