PAN na Marcha do Orgulho Gay. “Marcharemos ainda com mais força”

0

Há 2 Horas por Melissa Lopes

“Marcharemos ainda com mais força”, garantiu André Silva, lembrando o veto presidencial ao diploma que definia o direito à autodeterminação da identidade de género e expressão de género e à proteção das características sexuais de cada pessoa. Reapreciação do diploma acontecerá em julho.

O partido Pessoas – Animais-Natureza (PAN) vai estar presente na 19.ª Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa, que acontece já este sábado, pelas 17 horas, com início no Jardim do Príncipe Real e encerramento na Ribeira das Naus.

Em comunicado, o PAN sublinha que tem sido através de um contacto próximo com as associações que representam as pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo que o partido tem participado “ativamente” nos processos legislativos que incidem diretamente sobre estas matérias e que resultaram na publicação dos diplomas.

Diplomas esses que permitiram a adoção por casais do mesmo sexo e a procriação medicamente assistida para casais de mulheres, enumerou o deputado sem esquecer a aprovação do decreto da Assembleia da República que define o direito à autodeterminação da identidade de género e expressão de género e à proteção das características sexuais de cada pessoa, documento que, recorde-se, acabou por ser vetado em maio deste ano por Marcelo Rebelo de Sousa.

“Marcharemos ainda com mais força já que, depois do recente veto por parte do Presidente da República, os Direitos Humanos das pessoas Trans e Intersexo continuam por garantir em Portugal. O PAN está a trabalhar com os restantes partidos para garantir nova aprovação deste diploma, cuja reapreciação acontecerá em julho”, vinca André Silva, deputado do PAN na Assembleia da República.

Além de André Silva, estará presente na Marcha a deputada Municipal do PAN na Assembleia Municipal de Lisboa, Inês de Sousa Real, assim como vários outros representantes políticos do partido.

“É sempre com grande orgulho e vontade de imprimir a mudança que participamos nesta marcha em Lisboa. Existe ainda muito trabalho comunitário e social por fazer no combate à discriminação e à garantia dos Direitos Humanos também nesta cidade, e estamos empenhados e empenhadas em fazer de Lisboa um município cada vez mais inclusivo”, reforça Inês de Sousa Real.

 

https://www.noticiasaominuto.com/politica/1027897/pan-na-marcha-do-orgulho-gay-marcharemos-ainda-com-mais-forca

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.