NOVA PÁGINA DE CONTEÚDO LGBTQIA+ LANÇA VÍDEO SOBRE A 23ª MARCHA LGBTI+ DE LISBOA

0

O Alguém Avisa é uma plataforma de conteúdo LGBTQIA+ que inclui um site, Canal no YouTube, Spotify e Instagram. Há 5 anos vem contando histórias sobre e para o público LGBTQIA+. Para o Alguém Avisa é muito especial poder conhecer e dividir um pouco de tantos projetos e pessoas que realmente fazem a diferença, que acreditam na diversidade e assim como a gente não desistem de lutar por um mundo melhor. Recentemente, o criador da plataforma se mudou do Brasil para Portugal, onde pretende dar continuidade ao projeto, focando em histórias Portuguesas.

Para dar início a essa nova produção de conteúdo em Portugal, o Alguém Avisa realizou a gravação de um vídeo sobre a 23ª Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa. Após dois anos de resistência e apoio mútuo, a Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa regressou à rua na sua 23ª edição. Foram mais de 25.000 pessoas que estiveram presentes, segundo a Marcha. Entre uma pandemia a guerra e a destruição acelerada de políticas sociais, nunca foi tão importante reafirmar os nossos direitos. Com o tema “Direito à existência, celebrar em resistência!” a Marcha lançou um manifesto onde reúne os principais pontos do que pretender trazer para o debate nas ruas.

O vídeo conta com a trilha sonora das músicas Lila Fadista do Fado Bicha, Canção do Engate de António Variações e Balada de Gisberta de Pedro Abrunhosa na voz de Maria Bethânia. O vídeo pode ser visto no Canal do YouTube do Alguém Avisa, onde também podem ser vistos mais de 30 conteúdos dos mais diversos assuntos sobre o Universo LGBTQIA+. Entrevistas e bate-papo sobre homofobia, bissexualidade, transexualidade, racismo, mercado de trabalho, direitos humanos, Harry Potter, política e muito mais.

CONFIRA O VÍDEO: https://youtu.be/clbES6ML_V8

 

Fazem parte da Comissão Organizadora da Marcha as seguintes entidade: ILGA Portugal, Opus Diversidades, Clube Safo, rede ex aequo, Transexual Portugal, TransMissão: Associação Trans e Não-Binária, Lóbula, Poly Portugal, Colombina Clandestina, Feministas.pt, A Coletiva, Coletivo Feminista As DEsaFiantes, Coletivo Faca, Por Todas Nós, GAT – Checkpoint LX, Amplos, APAV | Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, APF – Associação para o Planeamento da Família, QueerIST, Projeto Anémona, Intervenção Queer LX, SOS Racismo, Panteras Rosa.

 

William Mayer é editor chefe da plataforma e apresentador do canal e conta que o projeto como um todo visa dar destaque às pessoas que não têm espaço na mídia comum. “Nos meios tradicionais, os projetos que alcançam algum reconhecimento são poucos e, na maioria das vezes, não representativos. Além de ser um portal para o público se ver, é, também, uma forma de ser visto”. De acordo com ele, sua experiência de vida inspirou o projeto. “Crescer homossexual me fez perceber a carência de materiais publicitários, cinematográficos e visuais que falassem sobre o assunto.” Roteirista, Diretor e Produtor de Cinema, Televisão e agora no YouTube, ele conta que o canal “é um espaço de movimentação política que busca trazer questionamentos para a sociedade e para o próprio público-alvo.

Alguém Avisa

Compartilhar.

Sobre o Autor

DEIXE UM COMENTÁRIO

Athosgls 21 anos fazendo a diferença na comunidade LGBT Mundial. Marca registrada.