No país onde homossexualidade é crime, Hamilton estreia capacete em apoio à comunidade LGBTQIA+ do Catar

0

Após usar o verde e amarelo do Brasil no GP de São Paulo, Lewis Hamilton estreou um capacete especial para o GP do Catar de Fórmula 1. O piloto da Mercedes apareceu no primeiro treino livre desta sexta-feira, 19, no Circuito Internacional de Losail, com um casco com as cores do arco-íris em alusão à bandeira LGBTQIA+, em um claro protesto às leis homofóbicas do governo local.

No país do Oriente Médio, relações homossexuais são proibidas e consideradas crime. Além disso, o Catar é constantemente criticado por violações dos direitos humanos. Nos últimos dias, inclusive, o jogador de futebol australiano Josh Cavallo, que assumiu ser gay, admitiu que “sente medo” de disputar a Copa do Mundo de 2022, que será realizada no país.

Bandsports

Compartilhar.

Sobre o Autor

DEIXE UM COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Athosgls 21 anos fazendo a diferença na comunidade LGBT Mundial. Marca registrada.