Lewis Hamilton critica Igreja Católica por polêmica com casamento gay

0

Heptacampeão da F1 se solidariza ao cantor Elton John, que atacou Vaticano após o mesmo dizer que não pode abençoar casais do mesmo sexo. “Isso é inaceitável para os dias atuais”

Maior nome da Fórmula 1 na atualidade, Lewis Hamilton criticou a Igreja Católica após a mesma dizer que não pode abençoar casais do mesmo sexo. Nesta quinta, o britânico compartilhou postagem do cantor Elton John, onde o mesmo atacava o Vaticano por conta do tema. Ao longo dos últimos anos, Hamilton vem se notabilizando por posicionar-se politicamente sobre diversos temas, em especial a luta antirracista.

Sou solidário ao Elton John e à comunidade LGBTQ+ nessa causa. Isso é inaceitável para os dias atuais, ninguém pode ser vítima de preconceito ou discriminação por amar alguém, especialmente em nome de Deus, que sempre pregou a igualdade. É muito triste saber que muitos terão que optar entre as suas preferências e a sua fé, e eu gostaria de dizer a esses seguidores que estou com vocês, que eu sei da dor de vocês e vou estar aqui para apoia-los. Amor é amor, nunca diga a ninguém que ele é diferente – escreveu o piloto.

Mais cedo, Elton John fez um post dizendo: “Como pode o Vaticano se recusar a abençoar casamentos gays porque eles ‘são pecado’, mas felizmente lucrar investindo milhões em ‘Rocketman’ – um filme que celebra minha descoberta da felicidade de meu casamento com David?? #hipocrisia”. Na postagem, o cantor marcou os perfis do Papa Francisco e do Vaticano.

Na segunda-feira, o Vaticano afirmou que, para a doutrina da Igreja Católica, a homossexualidade é “um pecado” e que os padres não podem abençoar essas uniões. Aprovada pelo Papa Francisco, a afirmação foi publicada pela Congregação para a Doutrina da Fé, o departamento do Vaticano responsável pela doutrina oficial da Igreja.

Globo Esporte

Compartilhar.

Sobre o Autor

DEIXE UM COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Athosgls 21 anos fazendo a diferença na comunidade LGBT Mundial. Marca registrada.