Casal gay hostilizado no Mineirão usa vídeo para combater homofobia

0

Yuri e Warley foram agredidos verbalmente em redes sociais e dentro do Mineirão durante um jogo do Cruzeiro por troca de carinhos. Ação foi registrada por um torcedor no estádio

Valinor Conteúdo

Casal de namorados, Warley e Yuri, ambos torcedores do Cruzeiro, foram ameaçados por membros da própria torcida, no Mineirão, quando assistiam ao duelo entre Raposa e o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, no primeiro dia de setembro.

A hostilidade ocorreu quando os namorados foram vistos se abraçando e se beijando no estádio, gerando uma estúpida reação entre os presentes. A troca de afagos foi gravada por diversas pessoas e, em uma forma tola de intimidação, foi espalhada pelas redes sociais e canais de internet, onde receberam diversas mensagens de ataques homofóbicos.

Yuri repostou o vídeo em uma rede social em forma de declaração de amor a Warley, invertando a lógica homofóbica vista no estádio. O casal estava no Mineirão pela terceira vez, sendo um jogo da Copa América e no duelo da Raposa, contra o Santos, também, pelo Brasileiro.

Yuri compartilhou a gravação em sua conta no Twitter e fez uma declaração de amor para o namorado. (Veja o vídeo abaixo)

– Ontem, usaram esse vídeo para propagar homofobia, hoje, eu uso pra dizer o quanto eu te amo. Warley, você é o cara que chegou na minha vida pra afirmar o quando o amor vale a pena, e o quanto faz bem. Obrigado por ser o melhor namorado que eu poderia ter, o melhor amigo, cúmplice das melhores zueiras. Te amo muito”- disse na publicação.

Yuri “agradeceu”, de forma irônica, ao torcedor que gravou o casal no Mineirão.

– Obrigado ao homofóbico que gravou esse vídeo, agora ele é uma declaração de amor eterna- completou. Warley fez uma postagem de resposta ao namorado colocando uma foto das alianças que usam.

– Não vou deixar que qualquer tipo de pessoa tire o quão incrível foi esse dia pra nós. Te amo!- disse

O casal foi a uma delegacia especializada em crimes virtuais para registrar um Boletim de Ocorrência, para, quem sabe identificar os agressores na internet. A Minas Arena, gestora do Mineirão, fez contato com o casal e propôs que fizessem parte de uma campanha contra a homofobia. O estádio realiza ações com frequência de educação e conscientização sobre o assunto.

Lance

Compartilhar.

Sobre o Autor

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Athosgls 21 anos fazendo a diferença na comunidade LGBT Mundial. Marca registrada.