Sesc Parque Dom Pedro II e Sesc Carmo trazem programação especial sobre a Consciência Negra

0

Shows com  Vanessa da Mata, DJ KL Jay e DJ Claudio Costa, dança afro e um game sobre o escritor brasileiro Lima Barreto.

Link para fotos – http://bit.ly/2FeYI1Z

Com uma programação diversificada envolvendo shows, dança, bate-papos e oficinas, o Sesc Parque Dom Pedro II apresenta um conjunto de atividades no mês da consciência negra no projeto Consciência Negra – Presenças e Resistências que acontece de 15 a 25 de novembro.

As atrações abordam os lugares de fala, de presenças e resistências e a afirmação da Consciência Negra. Tem como objetivo apresentar uma programação que valorize o reconhecimento e as diferentes presenças e resistências negras para a cultura brasileira, suas memórias e legados, onde as narrativas apresentadas reafirmem a presença negra como parte fundamental na formação do Brasil.

O Sesc Parque Dom Pedro II apresenta Vanessa da Mata (17 de novembro, sábado, às 18h) com o show Caixinha de Música; DJ KL Jay e DJ Claudio Costa (17 de novembro, quinta-feira, às 16h); a oficina Cantos e Batuques do Congado Mineiro com Mestre Malaquias, no dia 25 de novembro, domingo, às 10h30. A gama de atrações tem acadêmicos e representantes de coletivos que vão trazer diversos olhares e camadas sobre temas da consciência negra.

Já o Sesc Carmo traz a Diversidade Cultural Expressões Afro e discute a representatividade negra nos games com uma Vivência do Jogo A Nova Califórnia no dia 21 de novembro, quarta-feira, às 14h. O game é uma inédita adaptação da descontraída, popular e histórica da obra do escritor brasileiro Lima Barreto, autor autodeclarado negro, em um game forjado ao estilo ação/aventura e guiado pela história. No dia seguinte, a unidade traz um bate papo sobre o tema às 14h.

Abaixo a programação completa das duas unidades:

Sesc Parque Dom Pedro II

Ações para a Cidadania

Jornalismo, encarceramento em massa e o extermínio da juventude negra

Com Débora Silva (Mães de Maio) e Dina Alves (IBCCRIM), mediação de Maria Teresa Cruz (Ponte Jornalismo)

Débora Silva é uma das Fundadoras do Movimento Livre Mães de Maio, que ajuda familiares que tiveram seus filhos executados pelo Polícia.  Tenta, há mais de uma década, provar que seu filho foi morto pela polícia de Santos em uma série de execuções que ocorreram em 2006 e ficou conhecida como “Crimes de Maio”.

Já Dina Alves é mestra em ciências sociais, na área de antropologia pela PUC/SP; membra efetiva do Coletivo Feminista ADELINAS. Atua com pesquisadora sobre Gênero-Raça-Prisão. Advogada, tem trabalhado junto a organizações populares do movimento negro – especificamente no Comitê contra o Genocídio da População Negra e no Coletivo Autônomo de Mulheres Pretas – Adelinas, na luta pela emancipação social negra, na denúncia dos grupos de extermínio de jovens negros e na luta pelas ações afirmativas nas universidades pública. Escreveu a tese de mestrado “Rés negras, juízes brancos: uma análise da interseccionalidade de gênero, raça e classe da punição em uma prisão paulistana”.

Maria Teresa Cruz é Jornalista e Atriz com mais de 10 anos de experiência em reportagem, com foco nas histórias das pessoas, Direitos Humanos, Feminismo e Cultura. Escreve para o canal Cenas da Cidade, Ponte Jornalismo, para a plataforma Ondda e para a Revista de Teatro AntroPositivo.

Quinta-feira, 15 de novembro às 13h30

Praça Lúdica

Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

Histórias contadas ontem, hoje e daqui por diante

Com Oswaldo de Camargo (escritor e poeta) e Fernanda Miranda (doutora em literatura USP) com mediação de Paloma Vasconcelos (Ponte Jornalismo)

Oswaldo de Camargo é poeta, ficcionista, crítico, historiador da literatura é um dos mais destacados escritores negros das últimas décadas. Participa ativamente do movimento negro desde a década de 1950, a partir da Associação Cultural do Negro, órgão responsável pela realização de atividades musicais e literárias, colaborando com os jornais da imprensa negra Novo Horizonte, Níger e O Ébano. Na década de 1970 integra a histórica edição do primeiro número de Cadernos Negros. Ativista da cultura afro-brasileira, oi um dos fundadores do Grupo Quilombhoje, coletivo de autores voltados para publicação, discussão e divulgação da Literatura negra em nosso país. Como escritor, contam-se entre alguns de seus livros O Negro Escrito- Apontamentos sobre a Presença do Negro na Literatura Brasileira (estudos literários); O Carro do Êxito (contos); O Estranho (poemas) A Descoberta do Frio (novela); Oboé (novela).

Fernanda Miranda – Mulher “negra, migrante e feminista”. É graduada em Letras, Mestre e Doutoranda pela FFLCH/USP, dedica-se a pesquisar o romance de autoria negra e feminina na literatura brasileira, trabalhando com um conjunto de obras fora do cânone literário. Seu mestrado versou sobre a obra de Carolina Maria de Jesus. Atua em cursos de formação de professores para a educação étnico-racial.

Paloma Vasconcelos é Jornalista da Ponte Jornalismo e Agência Mural De Jornalismo Das Periferias. É autora dos livros O Terror e o Islamismo (2015) e Transresistência (2017).

Sábado, 17 de novembro, às 14h

Praça Lúdica

Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

Luta antirracista é também tarefa de branco.

Com Bruno D”Angelo (Story Teller) e Lia Vainer Schumman (doutora em Psicologia Social) com mediação de Silvia Nascimento (site Mundo Negro)

Bruno D’Angelo fundou uma das primeiras produtoras de Apps do Brasil, foi Diretor de Criação e Conteúdo em algumas das maiores agências do país e em 2014 se tornou sócio do Grupo Ideal, parte da WPP e proprietária da Ideal H+K Strategies, onde comanda a 1927 e a SJR. E hoje pesquisa e testa inovação em Storytelling em diversos modelos.

Lia Von Schumann: Doutora em Psicologia Social pela USP e autora do livro “Entre o encardido, o branco e o branquíssimo: branquitude, hierarquia e poder na Cidade de São Paulo”.

Sábado, 24 de novembro, às 13h30

Tenda Arquibancada

Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

Cantos e Batuques do Congado Mineiro

Oficina com Mestre Malaquias

O público é convidado a experimentar práticas rítmicas, cantos e danças tradicionais do congado mineiro e aprender sobre cada instrumento ligado ao Moçambique Estrela Guia, além de desenvolver diálogos verbais, corporais e rítmicos relacionados ao congado e praticar improvisos de versos. A partir de uma pequena exposição teórica, será feita a apresentação das funções e significados da manifestação; explicações sobre as características das guardas de Congo e Moçambique; introdução à história do Congado Estrela Guia e suas tradições; exposição de ritmos, cantos e danças que são difundidos no Congado Estrela Guia.

Festejo popular religioso afro-brasileiro, o congado, ou reinado – como é chamado pelas as comunidades tradicionais – é uma dança que representa a coroação do rei do Congo e acontece em devoção a santos negros, como Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia. Mestre Malaquias Preto é capitão do Terno Moçambique Estrela Guia e participa desde de 2002 da festa do congado. Em 2007 recebeu o Prêmio Grande Otelo de Cultura, por serviços prestados a vários segmentos da cultura na cidade de Uberlândia.

Domingo, 25 de novembro, às 10h30

Tenda Arquibancada

Livre
Grátis – Inscrições gratuitas na Central de Atendimento – Vagas limitadas.

Dança

Dança Afro

A Dança Afro faz parte de uma teia de expressões populares que recebe influências de várias manifestações do universo cultural afro-brasileiro, no qual se interligam capoeira, candomblé, samba, afoxé e tantas outras. Muito além da movimentação física, ela nos sintoniza com elementos espirituais, culturais e ancestrais, possibilitando uma vivência que nos conecta com as raízes da herança cultural africana no Brasil.

Os movimentos da Dança Afro têm origem nos rituais religiosos trazidos ao Brasil por negros escravizados, na primeira metade do século XVI. Ritimos e movimentação foram mantidos vivos através de tradição oral e prática escondida. Com o passar do tempo, essa cultura se expandiu e a dança, como os ritmos musicais, deixaram de estar presentes apenas nos rituais de terreiro. Saíram para a rua com o afoxé, influenciaram o samba e outras danças populares. “Através desses movimentos, trabalhamos a coordenação motora, e principalmente a consciência corporal, pois a Dança Afro envolve um complexo diálogo entre corpo e ritmo. Vivência de Danças Africanas com ritmos africanos. Com a Instrutora de Atividades Físicas Ana Carolina A. Toledo (Sesc Bom Retiro).

Quinta, 15 de novembro, às 15h

Tenda Múltiplo Uso

Não recomendado para menores de 12 anos

Grátis

Terno Moçambique Estrela Guia

O Terno Moçambique Estrela Guia, para além de bater caixas no dia da festa de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, trabalha a cultura do congado o ano todo com crianças e adolescentes, através das atividades do Centro Cultural Estrela Guia, o primeiro na cidade de Uberlândia. Nesta apresentação, Terno Moçambique Estrela Guia apresenta a cultura do Congado.

Domingo, 25 de novembro, às 16h

Praça Lúdica

Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

 

DJ KL Jay e DJ Claudio Costa

Vozes das Periferias – A Cultura dos Bailes Blacks

Com mais de 30 anos de carreira e um acervo com cerca de 8.000 discos KL Jay, nome artístico de Kleber Geraldo Lelis Simões é uma das referências no país na discotecagem e mixagem. Integrante do grupo de Rap Racionais MC’s, cabe a ele a criação das bases, as batidas que acompanham o canto, dando o ritmo certo para as músicas cantadas. Nesta apresentação, ele compartilha com o público um pouco desse repertório, contando também sobre a Cultura dos Bailes Blacks e a importância do M.C e do Dee Jay.

Quinta-feira, 15 de novembro, às 16h

Tenda Arquibancada

Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

Vanessa da Mata – Caixinha de Música

Vanessa da Mata apresenta o show “Caixinha de Música”, que conta com novas composições, além de sucessos da sua carreira. A apresentação conta com direção musical do guitarrista Maurício Pacheco, reunindo três novas canções da cantora e compositora mato-grossense.

Além da faixa Caixinha de Música, que dá nome ao novo trabalho, ela ainda apresenta Orgulho e Nada Mais e Gente Feliz, gravada com o grupo BaianaSystem. Os grandes hits de Vanessa, também estão presentes Ai, Ai, Ai, Amado, Boa Sorte/Good Luck, Não Me Deixe Só, Ainda Bem, entre outros.

Sábado, 17 de novembro, às 18h

Palco
Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

Filafro Pop Orquestra

Para não ficar parado

A Filafro Pop Orquestra é regida pelo maestro Josoé Polia. O concerto reúne obras de Chiquinha Gonzaga, Ignacio Cervantes e Ernesto Lecuona; arranjos improvisos e composições modernas de Josoé Polia que recriam o frevo, o baião, a canção, dentre outros gêneros.

Domingo, 18 de novembro, às 16h

Palco
Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

Bloco Afro Afirmativo Ilu Inã

É uma idealização de Fernando Alabê e Fefê Camilo, ambos artistas e educadores ligados as artes de identidade negra em São Paulo, que criaram o bloco pela necessidade desta parcela significativa da população ser vista junta, unida, criativa e movimentadora.

Terça-feira, 20 de novembro, às 15h

Palco
Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

DJ Hum e Tio Fresh – Vozes das Periferias – A Cultura dos Bailes Blacks

DJ Hum utiliza o toca discos como instrumento musical criando uma atmosfera vintage, inovadora e atual. No repertório releituras de clássicos da música negra nacional, Samba Rock, Grooves instrumentais, Disco Music, JazzFunky dos anos 70, além de sucessos de sua carreira. O DJ apresenta seu trabalho de ampla dedicação e pesquisa, com o objetivo de apresentar um pouco da história, tradição e cultura da Black Music Brasileira. Inspirado nas “Block Party dos anos 70”, conta como foi sua trajetória no Hip Hop e da Black Music no Brasil com música, performance e relatos.

Tio Fresh é MC e DJ, uma das referências do movimento Hip Hop. Foi Dj do Grupo MRN, e do Grupo SP Funk. Trabalhou com Thaide e DJ Hum, Sabotage, RZO, Planet Hemp, Funk Como Le Gusta, Paula Lima, Seu Jorge e Rappin Hood entre outros. Com seu estilo inovador, rimas improvisadas e voz forte marcou e serviu como referência pra toda uma geração de Rappers e MCs de todo o Brasil.

Terça-feira, 20 de novembro, às 16h

Tenda Arquibancada

Livre
Grátis – Sem retirada de ingressos.

Sesc Carmo

Ações para a Cidadania

Vivência do Jogo “A nova Califórnia” com Game e Arte

A Nova Califórnia é uma inédita adaptação da descontraída, popular e histórica obra do escritor brasileiro Lima Barreto, autor autodeclarado negro, em um game forjado ao estilo ação/aventura e guiado pela história. Oficina educativa a partir do jogo A Nova Califórnia, adaptação digital do primeiro literário brasileiro que auto se declarou negro, Lima Barreto!

Experiência livre, sempre com foco na construção de conhecimentos.
A atividade ocorre com os desenvolvedores de A Nova Califórnia! Além de experimentar o título, participantes conversam com os criadores sobre assuntos como produção de jogos voltados para nossa cultura, literatura brasileira e representatividade negra nos games.

Quarta-feira, 21 de novembro, às 14h

Sala 3 Múltiplo Uso

Não recomendado para menores de 10 anos

Grátis

Bate papo: A representatividade negra nos games

com Game e Arte

Bate papo com os desenvolvedores do game A nova Califórnia sobre a questão

da representatividade negra nos jogos.

Quinta-feira, 2 de novembro, às 14h

Sala 1 Múltiplo Uso – sobreloja

Não recomendado para menores de 14 anos

Grátis – Inscrições gratuitas na Central de Atendimento – Vagas limitadas.

SESC Carmo
Rua do Carmo, 147 – Centro
Horário de funcionamento: De segunda a sexta, das 9h às 20h.
Telefone: (11) 3111-7000

Redes Sociais

Site: https://www.sescsp.org.br/unidades/1_CARMO/

Facebook:  https://www.facebook.com/search/top/?q=sesc%20carmo

SESC Parque Dom Pedro II
Praça São Vito, s/n – Brás
Horário de funcionamento: De quarta a domingo e feriados, das 10h às 18h.
Telefone: (11) 3111-7400  

Redes Sociais

Site:  https://www.sescsp.org.br/unidades/781_PARQUE+DOM+PEDRO+II/

Facebook https://www.facebook.com/sescpqdompedro/

Atendimento à Imprensa

Fagner Coelho

11 3111-7047fagner@carmo.sescsp.org.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Adriana Balsanelli

Compartilhar.

Sobre o Autor

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of