Porto Alegre recebe a Champions Ligay, campeonato brasileiro de futebol gay

0

Competição reunirá, no sábado e no domingo, 12 times e 260 atletas no bairro Navegantes.

Doze times, 260 atletas e público de 1,5 mil pessoas devem agitar Porto Alegre, neste fim de semana, na segunda edição da Champions Ligay — a versão gay do Campeonato Brasileiro de Futebol. Competidores de seis Estados e do Distrito Federal que integram a Liga Nacional de Futebol Gay (Ligay) disputarão o título de futebol society LGBT do país.

O torneio, além de evidenciar que gays podem gostar de futebol, quer estimular a criação de outras equipes de LGBTs. A primeira edição foi em novembro de 2017, no Rio de Janeiro, com oito times. As atuais 12 equipes têm uma característica em comum: nasceram para ser um ambiente receptivo para que gays interessados em jogar futebol entrem no esporte sem medo de sofrerem piadas sobre trejeitos ou habilidades pouco desenvolvidas.

Como o campeonato ocorrerá na capital gaúcha, o anfitrião é daqui: o Magia Sport Club, criado há 13 anos. Bancário, zagueiro e coordenador da equipe, Carlos Renan Evaldt, 40 anos, diz que a expectativa é para um jogo no qual “disciplina e fair play serão essenciais”. Nos fins de semana, a equipe faz amistosos com times que não contam com recorte de sexualidade.

— O pessoal está se preparando muito, algumas equipes estão treinando de três a quatro vezes por semana. Vai ser bem legal, temos um regulamento rígido em relação à não violência dentro e fora das quadras. E haverá muito futebol — diz.

No sábado, a partir das 13h, ocorre a primeira fase, na qual as 12 equipes jogam com todos os adversários de seus grupos. Os dois primeiros lugares em cada chave e os dois melhores terceiros lugares se enfrentam no domingo, a partir das 11h, nas etapas semi e final, em esquema mata-mata.

Durante o evento, haverá food trucks, shows de drag queens, animação conduzida por cheer leaders e apresentação de uma escola de samba. Nas cerimônias de abertura e de encerramento, tradução simultânea para Libras feita pela drag queen Rita D’Libra.

O prêmio é simbólico: medalhas e um troféu para a equipe vencedora. Além disso, o campeonato é uma forma de os atletas se prepararem para competições internacionais, como o World Gay Games, que ocorrerá em Paris em agosto.

Para recepcionar os atletas e o público de fora da Capital, cerca de 170 quartos estão reservados na rede hoteleira. Haverá também uma festa de boas-vindas na noite de sexta-feira no Espaço 900 e duas festas no sábado e no domingo, no antigo Beco 203, com performance da drag queen Sarah Vika e batalha de DJs.

Eduardo Vieira / Divulgação
Pampacats é o outro time da Capital, formado no ano passadoEduardo Vieira / Divulgação

Gre-Nal colorido

A 2ª Champions Ligay terá, logo na primeira fase, uma disputa entre o Magia Sport Club e o outro time que representará o Rio Grande do Sul: o PampaCats, nascido em agosto do ano passado em Porto Alegre. A relação entre as equipes é de coleguismo (ambas foram formadas para celebrar a diversidade), mas há uma atmosfera de “Gre-Nal alternativo” dentro da quadra. E o curioso é que a disputa foi consolidada por sorteio.

— É o novo clássico gaúcho que abre a Champions Ligay: o Pampa-Gia é o novo Gre-Nal. Estamos bem ansiosos, é o primeiro campeonato grande que disputamos, mas nos preparamos bastante e teremos a torcida dos pampalovers. Vamos dar nosso melhor — brinca o advogado e goleiro Rogério Dervanoski, 29 anos, coordenador do time.

Evaldt, do Magia Sport Club, diz que uma liga gay é necessária, por enquanto, para mostrar que homossexuais podem jogar futebol.

— Há meninos que jogam em times da liga que foram dispensados das categorias de base de grandes times porque se descobriu que eram gays. A Liga dos Canelas Pretas foi criada há quase cem anos porque se pensava que negros não tinham habilidade suficiente para jogar futebol. Criaram o campeonato, então, para provar que poderiam jogar. Estamos seguindo o exemplo — destaca.

Champions Ligay
Quando:
14 e 15 de abril (sábado e domingo)
Horário: cerimônia de abertura no sábado, às 12h. No domingo, a partir das 11h
Onde: Soccer City (Rua Lauro Muller, 700, bairro Navegantes, em Porto Alegre)

Quem joga?
Equipes de seis Estados e do Distrito Federal: BeesCats e Alligaytors (RJ), Futeboys, Bulls, Afronte e Unicorns (SP), Bravus (DF), Bharbixas (MG), Capivaras (PR), Sereyos (SC), PampaCats (RS) e Magia (RS)

 Festa de Boas-Vindas
Sexta-feira (13), a partir das 21h
Onde: Espaço 900 (Rua José do Patrocínio, 900)
Quanto? R$ 15

Festas pós-jogos
Sábado (14), das 22h às 6h
Domingo (15), das 21h às 4h
Onde: Avenida Independência, 936 (antigo Beco 203)
Quanto: R$ 35 (lote promocional), R$ 40 (1º lote) e R$ 50 (ingresso duplo — sábado e domingo). Podem ser adquiridos no site www.sympla.com.br/dash ou na Soccer City durante a competição.

 

https://gauchazh.clicrbs.com.br/porto-alegre/noticia/2018/04/porto-alegre-recebe-a-champions-ligay-campeonato-brasileiro-de-futebol-gay-cjfx0qlkq01xz01tg6zzw8g3i.html

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.