Parlamentares malaios defendem descriminalização da homossexualidade

0

Lésbicas receberam chibatadas nesta segunda-feira como punição ‘educativa’.

KUALA LUMPUR — Duas mulheres que admitiram ter mantido relações sexuais foram punidas com seis chibatadas cada nesta segunda-feira, na Malásia, como medida “educativa”, segundo o tribunal da sharia, conservadora lei islâmica. A sentença gerou revolta de organizações de direitos humanos e de parlamentares contrários a essa prática. Um deles se manifestou no Twitter, defendendo a abolição das leis que criminalizam a homossexualidade.

LEIA MAIS AQUI

Por O Globo / AFP

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.