Parada LGBT reúne milhares e colore a Praça da Estação; confira imagens da festa

0

Rafaela Matias
rsantos@hojeemdia.com.br

As ruas de Belo Horizonte estão mais coloridas neste domingo (8). A 21ª edição Parada do Orgulho LGBT reúne milhares de pessoas de todas as orientações sexuais e identidades de gênero, sem qualquer discriminação. Até o momento, cerca de 15 mil pessoas se concentram na Praça da Estação, região central da cidade, e a expectativa é que 100 mil pessoas passem por aqui até o fim do dia. O público esperado é 20% maior que no ano passado, quando 80 mil pessoas se uniram em defesa da causa LGBT.

Azilton Viana, presidente do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (Cellos-MG), afirma que a visibilidade do evento em Belo Horizonte é motivo de comemoração e inspira também ações no interior mineiro. “Já temos 17 eventos como este em Minas e o número cresce a cada ano. A repercussão alcançada em Belo Horizonte é muito importante para mobilizar o interior, mais conservador”, afirma.

O organizador do evento diz ainda que entre as principais conquistas recentes da categoria estão o casamento igualitário, o reconhecimento do uso do nome social e o fortalecimento de políticas públicas voltadas para gays, lésbicas e transexuais. “O que queremos agora é evitar o retrocesso. Não podemos perder o que já foi conquistado”, afirma.

Expectativa é de que o evento deste ano supere o do ano passado em 20%

O prefeito Alexandre Kalil subiu ao palco e pediu o fim da violência contra a população LGBT. Segundo ele, os números ainda não podem ser comemorados, mas a prefeitura de Belo Horizonte se organiza para promover projetos com essa finalidade. “Nós criaremos uma casa de apoio para a população LGBT, que abrigará também mulheres vítimas de violência. Não podemos deixar que a ignorância prejudique o direito de escolha de cada um”, declarou.

Tanger Jackson, Miss Minas Gerais Gay, foi uma das atrações que subiram ao palco do evento. Para a drag queen, o evento é importante para dar visibilidade à causa, mas a luta deve continuar todos os dias do ano. “A gente tem que mostrar que a nossa luta não é só um dia, ela é diária e não vai parar”, afirmou.

Com o tema “Mais Democracia e Mais Direitos Humanos: esse é o Brasil que queremos para as LGBT!”, a Parada chama a atenção para a intensa violência sofrida por gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis. Segundo o Grupo Gay da Bahia, um LGBT é morto a cada 19 horas no Brasil.

 

 

http://hojeemdia.com.br/horizontes/parada-lgbt-re%C3%BAne-milhares-e-colore-a-pra%C3%A7a-da-esta%C3%A7%C3%A3o-confira-imagens-da-festa-1.638213

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.