Painéis com mensagens de prevenção às ISTs serão instalados na Av. Paulista

0

A Avenida Paulista será palco, entre os dias 28 de maio e 10 de junho, da campanha de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis e aids promovida pelo Programa Municipal de DST/Aids de São Paulo, e Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOGLBTSP). Serão 36 painéis instalados nos postes da avenida mais famosa da capital, com mensagens intercaladas sobre a 22ª Parada do Orgulho LGBT, que acontece no próximo dia 3 de junho, e de prevenção às ISTs/aids.

Os temas abordados são a distribuição gratuita de camisinhas, a divulgação das Profilaxias Pós-Exposição (PEP) e Pré-Exposição (PrEP), além da Prevenção Combinada ao HIV.

Todas essas formas de prevenção ao vírus são oferecidas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do município. Há ainda um painel sobre a pesquisa “A Hora É Agora-SP”, que está distribuindo autotestes de HIV na cidade de São Paulo para homens que fazem sexo com homens (HSH), maiores de 18 anos e moradores da capital paulista.

“A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo é o maior evento deste tipo no mundo. Ela reúne, em média, três milhões de pessoas a cada edição. E é destinada a um público que precisamos conscientizar sobre a prevenção às ISTs/Aids: os jovens gays, outros homens que fazem sexo com homens (HSH) e também as pessoas trans”, diz Cristina Abbate, coordenadora do PM DST/aids.

Durante a Parada, das 10h às 17h, agentes de prevenção irão distribuir camisinhas masculinas e femininas e orientar o público sobre formas de prevenção às ISTs/aids.

Ações Pré-Parada

Na próxima quinta-feira (31), a APOGLBTSP promoverá a 18ª Feira do Orgulho LGBT no Vale (Parque) Anhangabaú, no Centro da cidade. Nesse evento também haverá ofertas de preservativos gratuitos e orientação sobre prevenção às ISTs/aids, além da realização de testes rápidos.

No dia seguinte, um aplicativo de relacionamento promoverá um campeonato de futebol composto por atletas gays. A disputa da taça acontecerá na Lapa, na zona Oeste, e também contará com a ação de testagem rápida de HIV.

“Os eventos Pré-Parada, assim como a própria Parada, são ótimas oportunidades de realizarmos ações de prevenção às ISTs/aids com a população de homens que fazem sexo com homens e as pessoas trans, que são umas das mais vulneráveis à infecção”, diz Adriano Queiroz, coordenador de prevenção do Programa Municipal DST/Aids. “É trabalhar a comunicação com esse público e deixar o preservativo e os serviços de saúde os mais próximos das pessoas”, conclui.

Fonte: Secretaria de Saúde de São Paulo

https://noticias.gospelprime.com.br

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.