Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Pesquisadora critica decisão de juiz sobre homossexualidade

21/09/2017:

 

Márcia Badaró comentou a liminar que autoriza o tratamento de pessoas que buscam "reorientação sexual". Desde 1990, a OMS deixou de considerar a homossexualidade como doença

 

A professora de psicologia jurídica da UERJ, Márcia Badaró, falou ao Revista Brasil sobre a liminar do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, do Distrito Federal, que autoriza que psicológos ofereçam tratamento para "reorientação sexual" e realizem pesquisas sobre a abordagem. Márcia, que também é membro do Conselho Federal de Psicologia (CFP), criticou a decisão e afirma que ela vai contra os direitos humanos e o consenso científico na área. 

Ouça a entrevista completa:

A liminar do juiz não anula os efeitos da resolução 01/99 do CFP, que determina que a homossexualidade não seja tratada como doença, mas permite que seja realizado tratamento com vistas a reorientação sexual. "Na verdade, é uma forma disfarçada de continuar a patologizar a homossexualidade", pontua a psicológa.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) desde 1990 retirou a homossexualidade da lista de comportamentos considerados doença. O CFP já se manifestou em comunicado afirmando que irá recorrer da decisão liminar do juiz e que "lutará em todas as instâncias possíveis para a manutenção da Resolução 01/99".

O Revista Brasil vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 6h, pela Rádio Nacional do Alto Solimões e às 8h, pelas rádios Nacional da AmazôniaNacional de Brasília e Nacional do Rio de Janeiro.

 

 

 

http://radios.ebc.com.br/revista-brasil/2017/09/pesquisadora-critica-decisao-de-juiz-sobre-homossexualidade

 

Comente esta matéria
Título: Pesquisadora critica decisão de juiz sobre homossexualidade
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.