Terça-feira, 19 de Setembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
Tanzânia realiza prisão em massa de pessoas acusadas de serem homossexuais
Famosos se revoltam e ironizam decisão da Justiça sobre homossexualidade: Doença
Anitta se emociona ao falar sobre a ‘cura gay’
Justiça permite que psicólogos pratiquem a 'cura gay'; Conselho recorrerá
Por que não tentamos tratar pedófilos em vez de homossexuais?

Emma Stone vive tenista lésbica em 'Battle of the Sexes'

12/09/2017:

 

Atriz interpretará a norte-americana Billie Jean King

 

© Mark Blinch / Reuters

Mais recente vencedora do Oscar de melhor atriz, Emma Stone tenta se cacifar novamente para uma vaga no prêmio por sua performance como a tenista americana Billie Jean King no biográfico "Battle of The Sexes", que fez sua estreia nesta segunda (11), no Festival de Toronto.

 

O longa, dirigido por Jonathan Dayton e Valerie Faris, remonta o duelo no tênis dos anos 1970 entre Billie Jean e o fanfarrão Bobby Riggs, vivido por Steve Carell.

Por sua temática, "Battle of the Sexes" se soma a "Borg/McEnroe", de Janus Metz, título que abriu a mostra canadense, entre os longas que ficcionalizam embates no tênis. Uma diferença marcante: no longa de Metz, ficava claro que os próprios atores Shia LaBeouf e Sverir Gunadson é que faziam os saques; no outro, é nítido que dublês jogam no lugar de Stone e Carell.

Outra diferença: Se "Borg" descortinava um embate entre dois indivíduos de personalidades à primeira vista opostas, "Battle" põe o jogo como uma arena de importância simbólica e coletiva: nos anos que testemunharam a emancipação feminina, a disputa entre Riggs e Billie Jean ganhou contornos de guerra dos sexos.

+ HBO é a grande vencedora nas categorias técnicas do Emmy

Insuflado pela mídia e por dirigentes do sexo masculino, Riggs fazia todo tipo de comentário machista: "Não tenho nada contra mulheres, eu as amo no quarto e na cozinha", afirmava.

Já Billie Jean via a disputa como uma forma de demandar igualdade e barrar as discrepâncias de salários entre tenistas homens e tenistas mulheres na época, fundadas na premissa de que eles atraíam mais público e eram mais populares do que elas.

Fora das quadras, Billie Jean mantinha uma amante em segredo; no filme, uma cabeleireira chamada Marilyn. De fato, a tenista americana viria a se tornar um expoente da causa LGBTQ.

O longa retrata o começo de sua saída do armário, sustentando que sua luta pela igualdade de gênero desaguou na questão gay. Tendo em vista a nova configuração da Academia, mais antenada à questão das minorias, "Battle of The Sexes" avança muitas casas na sua rota para o Oscar. Com informações da Folhapress.

 

 

 

https://www.noticiasaominuto.com.br/cultura/444566/emma-stone-vive-tenista-lesbica-em-battle-of-the-sexes

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Emma Stone vive tenista lésbica em 'Battle of the Sexes'
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.