S�bado, 23 de Fevereiro de 2019
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Generais criticam veto de Trump a transexuais nas Forças Armadas

02/08/2017:

 

Os generais e almirantes destacaram que a "proibição proposta causaria significativas alterações e privaria de talento fundamental para missões"

 

Trump: "a proposta poderia degradar a capacidade militar ainda mais que o falido 'não pergunte, não responda'" (Carlos Barria/Reuters)

 

Washington – Um grupo de 56 generais e almirantes reformados dos Estados Unidos criticaram nesta terça-feira a decisão por parte do presidente Donald Trump de proibir que transexuais sirvam as Forças Armadas, ao assegurarem que podem “degradar a capacidade de resposta militar”.

“Como resultado, a proposta poderia degradar a capacidade militar ainda mais que o falido ‘não pergunte, não responda'”, apontou o grupo em comunicado divulgado pelo Palm Center, que investiga questões sexuais e de gênero nas Forças Armadas, ao comentar a polêmica medida referente aos homossexuais aprovadas em 1993 e que foi suprimida em 2011.

Os generais e almirantes destacaram que “esta proibição proposta, se for aplicada, causaria significativas alterações e privaria de talento fundamental para missões”.

Entre os assinantes, está John Allen, que foi comandante da coalizão internacional no Afeganistão (2011-2013) e enviado especial presidencial na luta contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque (2014-2015); e Robert Sennewald, que liderou as tropas dos EUA e da ONU na Coreia do Sul na década de 1980.

Além disso, acrescentou, “comprometeria a integridade das tropas transexuais, já que lhes forçaria a viver uma mentira, bem como a seus companheiros não transexuais que deveriam escolher entre denunciar seus colegas ou desobedecer a política”.

 

 

 

http://exame.abril.com.br/mundo/generais-criticam-veto-de-trump-a-transexuais-nas-forcas-armadas/

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Generais criticam veto de Trump a transexuais nas Forças Armadas
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.