Sexta-feira, 26 de Maio de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
Perseguição de homossexuais na Chechénia confirmada em relatório da Human Rights
Taiwan é o primeiro país da Ásia a reconhecer casamento gay
Novela angolana que saiu do ar por beijo gay estreia na TV Brasil
Pegadinha homofóbica é execrada e espanta anunciantes na França
Manta de borracha pvc academia 3mm promoção da semana R$ 31,00M

Crise financeira atinge principal programa de defesa da população LGBT no Rio

19/05/2017:

 

Joana Moscatelli

 

O principal programa fluminense de apoio à causa LGBT, o Rio Sem Homofobia, sofre com a falta de recursos e funciona precariamente.

 

Segundo o coordenador do programa, Fabiano Abreu, as atividades chegaram a paralisar por uma semana por causa do atraso no pagamento dos salários dos funcionários que já dura 3 meses.

 

Mas, de acordo com ele, o atendimento foi retomado parcialmente nessa terça-feira com a promessa de o pagamento ser regularizado até o final da semana. Segundo o coordenador, apenas 12 dos 42 funcionários do Rio Sem homofobia estão trabalhando.

E como se não bastasse a preocupação com a continuidade do programa, a comunidade LGBT também se preocupa com a falta de financiamento das paradas gays deste ano.

 

O grupo Arco-Íris, responsável pelo ato em Copacabana, afirmou em comunicado em seu site que não vai recuar e irá organizar a Parada do Orgulho LGBT Rio independentemente dos apoios governamentais.

 

Já a Prefeitura do Rio de Janeiro garantiu, por meio de nota, que todas as paradas gays da cidade vão acontecer este ano. O município afirmou que vai oferecer apoio técnico e logístico.

 

Segundo o comunicado, o prefeito do Rio autorizou a abertura de um caderno de encargos através da RioTur e Rio Eventos para captar patrocínio da iniciativa privada, como solução à crise financeira.

 

Nesta quarta-feira, dia 17 de maio, data que marca a Luta Contra a Homofobia, o Ministério Público Estadual montou um estande no Largo da Carioca, no centro da capital fluminense, para orientar a população e receber denúncias de violações dos direitos humanos, inclusive homofobia.

 

 

http://radioagencianacional.ebc.com.br/direitos-humanos/audio/2017-05/crise-financeira-atinge-principal-programa-de-defesa-da-populacao

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Crise financeira atinge principal programa de defesa da população LGBT no Rio
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.