Terça-feira, 24 de Outubro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
Piso Em Manta Preto Pvc Emborrachado 3mm academia por apenas 31,00m
Número de homicídios contra homossexuais cresce em Alagoas
PSol elege primeiro gay a ocupar presidência de partido no DF
Sam Smith: "Sinto-me tanto mulher como homem"
AccorHotels ativa rúgbi com treino aberto de time LGBT

Crise financeira atinge principal programa de defesa da população LGBT no Rio

19/05/2017:

 

Joana Moscatelli

 

O principal programa fluminense de apoio à causa LGBT, o Rio Sem Homofobia, sofre com a falta de recursos e funciona precariamente.

 

Segundo o coordenador do programa, Fabiano Abreu, as atividades chegaram a paralisar por uma semana por causa do atraso no pagamento dos salários dos funcionários que já dura 3 meses.

 

Mas, de acordo com ele, o atendimento foi retomado parcialmente nessa terça-feira com a promessa de o pagamento ser regularizado até o final da semana. Segundo o coordenador, apenas 12 dos 42 funcionários do Rio Sem homofobia estão trabalhando.

E como se não bastasse a preocupação com a continuidade do programa, a comunidade LGBT também se preocupa com a falta de financiamento das paradas gays deste ano.

 

O grupo Arco-Íris, responsável pelo ato em Copacabana, afirmou em comunicado em seu site que não vai recuar e irá organizar a Parada do Orgulho LGBT Rio independentemente dos apoios governamentais.

 

Já a Prefeitura do Rio de Janeiro garantiu, por meio de nota, que todas as paradas gays da cidade vão acontecer este ano. O município afirmou que vai oferecer apoio técnico e logístico.

 

Segundo o comunicado, o prefeito do Rio autorizou a abertura de um caderno de encargos através da RioTur e Rio Eventos para captar patrocínio da iniciativa privada, como solução à crise financeira.

 

Nesta quarta-feira, dia 17 de maio, data que marca a Luta Contra a Homofobia, o Ministério Público Estadual montou um estande no Largo da Carioca, no centro da capital fluminense, para orientar a população e receber denúncias de violações dos direitos humanos, inclusive homofobia.

 

 

http://radioagencianacional.ebc.com.br/direitos-humanos/audio/2017-05/crise-financeira-atinge-principal-programa-de-defesa-da-populacao

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Crise financeira atinge principal programa de defesa da população LGBT no Rio
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.