Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Nikki Haley defende que mortes de gays na Chechénia não podem ser ignoradas

19/04/2017:

 

A embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, Nikki Haley, referiu relatórios de abuso e assassinato de homossexuais pelas mãos das autoridades da república russa de Chechénia na passada segunda-feira.

 

Várias organizações deram conta de que cerca de uma centena de homossexuais na Chechénia foram vítimas de maus tratos por parte das autoridades e pelo menos três foram mortos. Segundo Haley,  caso as alegações se confirmem, a violação dos direitos humanos “não pode ser ignorada”.

 

“Continuamos preocupados com relatos de sequestros, abuso e assassinato de pessoas com base na sua orientação sexual”, escreveu nas declarações. “Se for verdade, tal não pode ser ignorado – as autoridades devem investigar os casos, deter os responsáveis e prevenir futuros casos”.

 

“Somos contra qualquer forma de discriminação, incluindo contra pessoas devido à sua orientação sexual”, referiu Haley. “Quando casos como estes se deixam passar, a discriminação e o abuso dos direitos humanos, levam à desestabilização e ao conflito”.

 

© e-Global Notícias em Português
 
 
 
 

 http://e-global.pt/noticias/mundo/america-do-norte/nikki-haley-defende-que-mortes-de-homossexuais-na-chechenia-nao-podem-ser-ignoradas/

 

Comente esta matéria
Título: Nikki Haley defende que mortes de gays na Chechénia não podem ser ignoradas
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.