Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Cláudio Ramos no Alta Definição da SIC, apresentado por Daniel Oliveira

07/12/2015:

 

 

Cláudio Ramos esteve no Alta Definição, programa da SIC, onde falou do seu passado de pobreza extrema, da homossexualidade, do problema de saúde com que lida todos os dias. Uma entrevista íntima, com diversos temas e um denominador comum: o amor. Veja o vídeo.

 

Cláudio Ramos foi o protagonista de um dos mais palpitantes programas da SIC – uma entrevista conduzida por Daniel Oliveira. Veja o vídeo.

 

Cláudio Ramos foi entrevistado por Daniel Oliveira, na SIC num dos ‘Alta Definição’ mais vistos de sempre. O que disseram os olhos do apresentador?

 

Falaram de homossexualidade, do passado de pobreza extrema, da luta diária pela vida devido a um problema de saúde grave, da paternidade, da mais íntima das intimidades – Cláudio falou de tudo.

“A minha verdade é lixada. Eu tinha muita vontade de ganhar dinheiro para que os meus irmãos não passassem fome. E nós passámos muitas dificuldades. Eu lembro-me de estar à espera do meu pai, para nós podermos comprar pão. Já nem conseguíamos pagar fiado…”, contou Cláudio.

 

“Eu tinha de cozinhar meio frango para muitos dias…”, revela ainda, lembrando o número de irmãos. “Fui para a cama com fome. Fomos buscar comida convencendo as pessoas de que era para os cães. E era para nós comermos”, diz ainda, destacando a união entre irmãos e isentando a mãe e o padrasto de todas as culpas.

Cláudio foi aia vítima de violência. E os irmãos. “Nunca chorámos. Mas não quero culpar ninguém. O desespero é tanto…”.

 

“Uma das coisas que mais que custaram foi sair de casa e deixar os meus irmãos. Eu tinha de encontrar um trabalho para os ajudar”, lembra Cláudio, que chegou a atender telefonemas numa linha erótica.

 

Cláudio fala do pai biológico com dor.

“Sei quem ele é e já o vi. Ele sabe quem eu sou. Mas ele é cobarde. Uma pessoa que não assume as suas responsabilidades é um cobarde. O meu padrasto foi muito melhor do que o meu pai biológico”, confessa.

 

Daniel Oliveira aborda os gestos de carinho que eventualmente surgissem no meio de tanta frieza. Cláudio responde com uma ideia: a ausência.

 

“A violência do meu pai e da minha mãe são coisas que marcam. Apetece-nos chegar a um sítio qualquer e fazer uma loucura”, realça.

Agora, como pai, Cláudio Ramos procura equilíbrios. Dá à filha, sem rodeios, o que tanto lhe faltou: amor.

O apresentador aborda a homossexualidade, sem tabus. Lembra os seus labirintos, na infância, para fugir aos insultos. E relata o momento em que aborda esta sua opção com a filha.

 

Aliás, foi a filha a puxar o diálogo com o pai, numa conversa que acaba em lágrimas e com a filha a confortar Cláudio Ramos.

“Eu sei que tu és homossexual, mas não me dizes porque achas que eu vou deixar de gostar de ti”, disse-lhe a sua filha, aos 9 anos.

 

A saúde, os problemas cardíacos com que lida, são explicados com detalhe. É uma luta pela vida, permanente, com medicação, controlando as emoções. Cláudio fala de tudo sem hesitações. Responde a todas as perguntas.

Entretanto, depois desta participação no ‘Alta Definição’, Cláudio Ramos foi alvo de uma onda solidária, nas redes sociais.

 

Veja a entrevista de Cláudio Ramos concedida a Daniel Oliveira.

 

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Cláudio Ramos no Alta Definição da SIC, apresentado por Daniel Oliveira
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.