Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Câmara promove enquete para saber se casal gay pode ser considerado família; vot

14/02/2014:

 

A polêmica sobre conceito de família é tema da nova enquete do Portal da Câmara, incluída nesta terça-feira (11). O objetivo é avaliar se os cidadãos são favoráveis ou contrários ao conceito incluído no Projeto de Lei 6583/13, do deputado Anderson Ferreira (PR-PE), que cria o Estatuto da Família.

 

 

De acordo com o texto, que apresenta diretrizes de políticas públicas voltadas para a entidade familiar e obriga o poder público a garantir as condições mínimas para a “sobrevivência” desse núcleo, família é formada a partir da união entre homem e mulher.

 

 

O deputado argumenta que “a família vem sofrendo com as rápidas mudanças ocorridas em sociedade”. E que, apesar de a Constituição prever que o Estado deva proteger esse núcleo, “o fato é que não há políticas públicas efetivas voltadas para a valorização da família e ao enfrentamento de questões complexas no mundo contemporâneo”.



No último dia 5, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, criou uma comissão especial para analisar a proposta. Os líderes partidários deverão indicar os integrantes da comissão, que será formada por 23 deputados titulares.

 

 

Famílias homoafetivas

 

Arquivo/ Leonardo Prado

 

 

Ricardo Berzoini
 

Ricardo Berzoini é contra a proposta: Estado deve reconhecer outras formas de arranjo familiar.

 

 

Para o deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), que convidou seus seguidores do Twitter a votar na enquete e se posicionou contrário ao conceito previsto, o texto em discussão tenta, de forma transversal, estabelecer restrições às políticas públicas para as famílias homoafetivas. “Com a modernização da legislação, o Estado reconhece outras formas de arranjo familiar. E todos os países mais avançados seguem nessa direção, no sentido mais amplo de conceito de família”, argumenta.

 

 

 

Comissão especial


No último dia 5, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, criou uma comissão especial para analisar a proposta. Os líderes partidários deverão indicar os integrantes do colegiado, que será formado por 23 deputados titulares.

 

 

 

Cidadania


Os números gerados nas enquetes não têm valor científico, como em qualquer pesquisa desse tipo realizada em portais. O objetivo das votações é despertar o debate para propostas em tramitação na Câmara dos Deputados, além de ampliar a divulgação sobre os temas e ser uma oportunidade para os cidadãos se posicionarem a respeito de determinado projeto.

 

 

 

“Com essa enquete, vários brasileiros estão hoje conversando sobre o futuro Estatuto da Família e, ao se posicionarem com relação ao texto ideal, exercendo sua cidadania. Essa iniciativa é parte de um esforço em aumentar a interação com a sociedade e, consequentemente, a participação popular no processo legislativo”, destaca a diretora da Coordenação de Participação Popular (CPP), Simone Ravazzolli, área gestora das manifestações dos cidadãos pelos vários canais de interação da Câmara.

 

 

 

E você? É a favor ou contra o conceito de família como núcleo formado “a partir da união entre homem e mulher”? Participe da enquete e deixe também o seu comentário abaixo.


Redação com Agência Câmara

 

 

Fonte: http://www.paraiba.com.br

Comente esta matéria
Título: Câmara promove enquete para saber se casal gay pode ser considerado família; vot
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.