Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2019
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Pais gays ganham site para compartilhar experiências

26/12/2013:


Site quer abrir para pessoas de todo o mundo compartilharem experiências sobre famílias lideradas por LGBT
 
 
Nos Estados Unidos são mais de seis milhões de crianças e adultos que possuem um pai ou uma mãe LGBT, de acordo com The Williams Institute. Para ajudá-los a trocar experiências surgiu o site “GayDadSwag.com“.
 

“‘GayDadSwag’ é um movimento social para pais gays, suas famílias e simpatizantes em todo o mundo. Por liderar projetos novos e originais, em parceria com organizações interessadas e aproveitando o apoio de nossos aliados héteros e LGBT, estamos nos esforçando para capacitar famílias gays em todo o mundo assim como unir pessoas de todas as orientações. Na sua essência, ‘GayDadSwag’ proporciona um ambiente de compartilhamento on-line positivo permitindo janelas para cada outras vidas”, define-se o site.

 

O portal possui ainda pouco material, mas já estão lá depoimentos de adolescentes que convivem com pais LGBT. Um deles, também gay e que vive em Nova York, conta que foi adotado aos nove meses no Brasil pelas suas duas mães. 

 

Fonte: Parou Tudo

Comente esta matéria
Título: Pais gays ganham site para compartilhar experiências
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.