S�bado, 20 de Abril de 2019
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Preso suspeito de matar gays após marcar encontros pela internet

28/12/2012:

 

A polícia acredita que ele esteja envolvido em pelo menos dois casos

 

A Polícia Civil do Rio prendeu, nesya quinta-feira (27), Robson Luiz Castelo Branco Cardoso, 31, suspeito de participar de uma quadrilha que rouba e depois mata homossexuais. A polícia acredita que ele esteja envolvido em pelo menos dois casos.

 

As investigações começaram com o desaparecimento do professor Carlos Roberto Costa, 70, em Madureira, zona norte do Rio. Costa marcou um encontro com Cardoso por um site de bate-papo na internet e, logo depois, desapareceu.

 

Os policiais descobriram que após o desaparecimento do professor, o seu carro continuou a percorrer a cidade do Rio. "Essa quadrilha tem como hábito marcar encontros pela internet, principalmente, com homossexuais. As vítimas são roubadas e mortas. O corpo de Carlos Roberto não foi encontrado. Por isso, o preso será indiciado por latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver", explicou o delegado Antonio Ricardo Nunes, responsável pelo caso.

 
 Gazeta do Povo

 

 

Comente esta matéria
Título: Preso suspeito de matar gays após marcar encontros pela internet
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.