Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

George Michael alega inocência em tribunal britânico

11/01/2007: Cantor britânico negou nesta quarta-feira que não estivesse em condições de dirigir quando foi encontrado "caído" sobre o volante, em Londres, no ano passado

Reuters

AP
George Michael

LONDRES - O cantor britânico George Michael, de 43 anos, negou na quarta-feira que não estivesse em condições de dirigir quando foi encontrado "caído" sobre o volante, em Londres, no ano passado. O cantor foi preso e indiciado. Ele também estava com maconha. O advogado do cantor fez a alegação de inocência em seu nome no tribunal de Brent.

Segundo uma autoridade judicial, o caso será retomado no dia 7 de março e o julgamento está marcado para 23 de abril. O cantor, acusado formalmente de não estar em condições de dirigir, deve comparecer ao julgamento.

Não foi o primeiro incidente judicial do cantor. Em abril de 1998, ele foi preso por "ato obsceno" num banheiro de Los Angeles. Depois do episódio, ele acabou com anos de especulação sobre sua sexualidade e anunciou ser gay.

O caso do flagrante no banheiro inspirou até uma música, Outside, e seu videoclipe. Em toda sua carreira, George Michael já vendeu mais de 80 milhões de discos.

Estadão

 

Comente esta matéria
Título: George Michael alega inocência em tribunal britânico
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.