S�bado, 23 de Fevereiro de 2019
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Heróis gays sobem no pódio e no palanque

29/05/2005: Folhapress
Em São Paulo

A história do esporte está recheada de casos de gays que aproveitaram o auge para tentar arrefecer o preconceito.

Uma das melhores tenistas da história, Martina Navratilova assumiu a homossexualidade nos anos 70. Quando Magic Johnson, ex-armador dos Lakers, contou ter HIV, ela disse que os EUA tinham duplicidade moral e que a reação seria diferente com ela por ser lésbica. Recentemente, a tenista francesa Amélie Mauresmo também assumiu sua opção sexual.

Um dos maiores símbolos da luta contra o preconceito é Greg Louganis, quatro vezes campeão olímpico nos saltos ornamentais. O atleta, que assustou o mundo ao bater a cabeça no trampolim em Seul-1988, também tem Aids. No Brasil, o caso mais famoso é do jogador de vôlei Lilico.

As histórias de atletas gays já chegaram aos cinemas. Na Tailândia, o filme "As Damas de Ferro" contou a história do time de vôlei formado por homossexuais, transexuais e travestis campeão nacional em 1996. Do mesmo país, "Beautiful Boxer" narra os percalços do kickboxer Parinya Charoenphol, que lutava maquiado e tornou-se mulher.

 

Fonte: UOL Noticias

Comente esta matéria
Título: Heróis gays sobem no pódio e no palanque
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.