Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Debates
Instituições e ONG's
Notícias
Sites de Grupos

Sites de Grupos

Outras notícias
Grupo Desobedeça GLBT - Porto Alegre / RS
Centros de Referência Centro-Oeste e Sul
Centros de Referencia Norte, Nordeste e Sudeste
Lista Completa de ongs pelo Brasil
Grupo de discussão Lésbico

Grupos GLBTT do Estado de São Paulo

01/12/2005: Grupos GLBTT do Estado de São Paulo

ABCD'S - Ação Brotar pela Cidadania e Diversidade Sexual
Rua Guilherme de Almeida, 560 - São Bernardo do Campo
Fone: (11) 6831-1641
e-mail: abcds_brasil2005@yahoo.com.br

AMAM - Associação de Mulheres que Amam Mulheres
Fone: 5575-3541 / 9851-2989
e-mail: manastella@uol.com.br

Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo
Rua Pedro Américo, 32 - 13o. andar
Centro- São Paulo
Fone (11) 3362-2361
Site: http://www.paradasp.org.br

CeCon
Joana d'Arc
Rua das Cravinas, 327 – Jd.Primavera
Guarujá - SP - CEP: 11432-310
Telefone: (13) 3383-2166 / 3386-2379
Site: http://www.ceconjoanadarc.org

Coletivo
de Feministas Lésbicas
Rua Neto de Araújo, 327 - CEP: 04111-001 - São Paulo - SP
e-mail: cflbrasil@uol.com.br

CORSA - Cidadania, Orgulho, Respeito, Solidariedade e Amor
Rua Major Quedinho, 110 - Sala 172
Cep: 01050-030 - Centro - São Paulo
Fone: (11) 3255-0076
Site: http://www.corsasp.org

ELES
- Encontro Liberdade Expressão e Sexo Seguro
Rua Prom. Gabriel Nettuzzi Peres, 159 - Santo Amaro - SP - CEP 04743-020
Fone: (11) 5686-9960

Flor do Asfalto
Rua Hadock Lobo, 1030 - 4º andar - sala 42 - CEP 01414-000
e-mail: flordoasfalto@uol.com.br

Grupo Atitude - São José dos Campos - SP
Fone: 9794-8426
www.grupoatitudesjc.wd2.net

Grupo GLS de Itaquera
Fone: (11) 9683-1731

Grupo de Judeus Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transgêneros e Simpatizantes Brasileiros.
Caixa Postal: 835 - CEP: 01009-972 - São Paulo - SP - Brasil
Fone: (11) 3266-6171
Site: http://www.jgbr.com.br

Grupo
Prisma - Diretório Central de Estudantes da Universidade de São Paulo
Rua da Reitoria, 74 - Cidade Universitária - Campus Butantã
Fone: (11) 3091-3269 / 3091-3270
e-mail: debatesprisma@yahoogrupos.com.br

Grupo Ser Humano
Rua Padre Manuel Luis de Vergueiro, 1093 - Vila Antonieta - CEP 03476-000
Fone: (11) 6851-6343
gruposerhumano@yahoo.com.br

Identidade - Grupo de Ação pela Cidadania Homossexual
R. Onze de Agosto, 260 - Sobreloja
Centro - Campinas
Fone: (19) 3236-0750
Site: http://identidadecampinas.sites.uol.com.br

Instituto
Edson Neris
Rua Neto de Araújo, 327 - CEP: 04111-001 - São Paulo - SP
Fone: (11) 9757-4093 / 9654-0165
e-mail: ien.sp@uol.com.br

Minas de Cor
Rua Padre Manuel Luis de Vergueiro, 1093 - Vila Antonieta - CEP 03476-000
Fone: (11) 6726-7405
e-mail: minasdecor@uol.com.br

Mo.Le.Ca - Movimento Lésbico de Campinas
Rua Costa Aguiar, 197 - SOBRELOJA
Centro - Campinas
Fone: (19) 9703-4360

Rede Um Outro Olhar
R ua João Diomedes Leônidas, 96
Jardim Bonfiglioli - CEP: 05594-090 - São Paulo
Fone: (11) 3735-1035
Site: http://www.umoutroolhar.com.br

Rosa Vermelha
Rua Abílio Sampaio, 637
Vila Virgínia - Ribeirão Preto - SP
Fone: (16) 3914-1511 / 3914-1512
Site: http://br.geocities.com/rosavrp

Umas
& Outras
Rua da Consolação, 1681 - Sala 83
CEP 01301-100 - São Paulo - SP
Site: http://www.grupoumaseoutras.com.br

 

Site: http://www.casaisgays.com.br

Comente esta matéria
Título: Grupos GLBTT do Estado de São Paulo
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
12/04/2010 23:24: Salomão Paixão - MG
Livro digital, contra homofobia, Lágrimas de Sodoma.

E-book Lágrimas de Sodoma, é o livro digital ideal, para quem sofre perseguição, por ser homossexual ou bissexual. Presenteie aquele que não te aceita, com este e-book e, este, mudará totalmente seu conceito. Divulguem este livro digital e, mude a maneira qual o mundo olha para você.

Salomão Paixão
http://utdisalomaopaixao.spaces.live.com
 
16/10/2010 09:54: miro - SP
sou casado bi e muito fã de glbt e quero conhecer grupos
 
14/02/2011 12:56: Paulo Mourão - RJ
DISCRIMINAÇÃO CONTRA A ADOÇÃO POR HOMENS SOLTEIROS E/OU DECLARADAMENTE GAYS EM MINAS GERAIS

Em 2007 iniciei o processo de adoção de um menor, então com 11 anos, na cidade de Coronel Fabriciano, MG. Fui habilitado para a adoção na comarca do Rio de Janeiro, onde resido, e inscrito no Cadastro Nacional de Adoção. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) assegura o direito à adoção por homens e mulheres solteiros. Uma parcela significativa das adoções tardias (acima dos 7 anos) é realizada por solteiros. A lei também não discrimina quando à opção sexual do adotante.
O menor está adaptado a sua nova família. O estudo social realizado pela comarca do Rio de Janeiro concluiu que ele está bem no novo convívio, e recomenda sua adoção. O menor declarou em juízo que não deseja contato e que não gosta dos seus pais biológicos. Também reiterou seu afeto com a nova família e o desejo de ser adotado por mim.
Apesar de atender a todas as normas legais, da avaliação favorável do Serviço Social da comarca do Rio de Janeiro e das declarações do menor em juízo, fui surpreendido em 2010 (após 3 anos) pela decisão da Juíza da comarca de Coronel Fabriciano, MG, deferindo a adoção do menor, porém mantendo seus vínculos com a mãe biológica.
A decisão da Juíza cria uma família híbrida - pai adotivo com mãe biológica, que sequer se conhecem, cujo pátrio poder lhe foi suprimido como pré-condição para o processo de adoção. É constrangedor para o pai adotivo, e também para o menor, dificultando-lhe superar as lembranças da família biológica, marcada pela negligência, pelo abandono e pela violência doméstica.
Curiosamente, três de suas irmãs foram adotadas na mesma comarca. Nesses três processos de adoção a mãe biológica foi destituída dos seus poderes sobre as filhas. Ou seja, a mesma mãe foi tratada de uma maneira nos processos de adoção por três casais heterossexuais e, diferentemente, no processo de adoção por um homem solteiro e declarado homossexual. Isso é uma demonstração flagrante de preconceito e discriminação em detrimento da ECA.
Recorri da decisão da primeira instância. Atualmente o processo está sendo julgado no Tribunal de Justiça de MG. Preocupa-me não apenas o meu caso, mas também que a decisão da segunda instância possa retificar esse grave precedente, criando jurisprudência para esse tipo de conduta em adoção por homens solteiros e/ou homossexuais. Tal postura viola procedimentos que determinam tratamento igual, independente do estado civil ou da opção sexual. O Estado de Minas Gerais possui uma lei inovadora, sancionada pelo então governador Itamar Franco contra a homofobia.
Solicito apoio e ampla divulgação desse caso para reforçarmos a luta por uma sociedade justa, igualitária e sem preconceito. Esse é o caminho para se aumentar as adoções no país, especialmente as tardias, assegurando a esses menores e adolescentes uma nova família e o direito a uma vida digna.

 
12/07/2011 13:17: Décio - SP
Gostaria de participar de algum grupo Glbt, que não fiquem somente nas reuniões de intelectuais.
Penso que devemos unir nossa força do pais todo e fazermos comerciais de tv,com participação de artistas e sociedade.
Acredito que esta vasta campanha na midia seria decisivo no resultado da votação da criminalização da homofobia em brasilia.
Se algum grupo quiser minha participação nesta empreitada por favor entrem em contato.

Décio