Entrevista: Destiny’s Child do Brasil? Trio Donas fala de empoderamento e representatividade na música

0

Helena Marques

Grupo formado por três meninas cariocas: Ana Santiago, Karol Moura e Lanôr, “Donas” é um novo trio pop, que já tem 3 milhões e meio de visualizações com o clipe de “Dois Trabalhos”. Em entrevista ao POPline, elas contaram a origem do nome Donas e o que vem por aí. “Antes de entrar para o grupo Donas, eu tinha o apelido de Dona Lanôr, porque eu sou uma pessoa reclamona, aí quando decidimos colocar o nome dos grupos de Donas, eu adorei. Os nossos primeiros lançamentos tiveram muito da nossa personalidade, principalmente no rap, que foi escrito por mim”, explica Lanôr.

Já Ana fala das comparações entre Donas e Destiny’s Child: “Elas são a nossa maior referência, principalmente porque acho que as pessoas estão querendo uma grande representatividade na música. Acredito muito no que é de verdade e é essa a mensagem que queremos passar. Fizemos um show no Arpoador em uma tarde e no meio de uma multidão tinha uma menina, de aproximadamente 6 anos, negra como nós, que ficou vidrada e nos filmando. O que mais queremos é isso, que as pessoas se espelhem na gente e possam tentar seguir um sonho como nós estamos tentando”.

Grupo Donas cantará a música “Bonita”, que estará na trilha sonora da novela “O Setimo Guardião” na Parada Gay do Rio de Janeiro pela primeira vez. Fotos: Divulgação Donas

Karol fala quais são os próximos passos das Donas: “Até o momento estamos com o projeto de trilogia. Lançamos “Suar” que mostrava bastante a personalidade da Lanôr, com rap e tudo mais. Já o clipe de “Dois Trabalhos” foi focado na Ana, que é uma menina engraçadinha, que faz as coisas no sapatinho e o terceiro será focado em mim, que sou mais romântica, suave e amo música pop.

http://portalpopline.com.br/entrevista-destiny-child-do-brasil-trio-donas-fala-de-empoderamento-e-representatividade-na-musica/

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.