Domingo, 25 de Junho de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Celebridades LGBT
Filmes/Séries LGBT
Garotas x Garotas
Jurídico
Notícias / artigos LGBT
Pais e Filhos LGBT
Religião
Travestis e Trans
Ultimas Notícias
Videos Lés

Notícias / artigos LGBT

Outras notícias
Bissexuais são excluídos por gays e heterossexuais?
A Homossexualidade está aumentando por necessidade - por Bezerra de Menezes
Dicas de decoração para badalados
Entenda O PLC122 / 06
O Compromisso das Empresas com os Direitos Humanos LGBT

O triunfo da causa 'gay'

02/07/2012:

 

Courrier Internacional 

 

Na história dos Estados Unidos, nunca um movimento de luta pelo reconhecimento dos direitos  de uma minoria conheceu  um êxito tão rápido como o dos homossexuais.


Diz Martin Luther King "Tenho um sonho!". Dizem os ativistas homosexuais:"Nós também!"
ILUSTRAÇÃO DE DEB MILBRATH, EUA
 

Quando, em 1958, o instituto de sondagens Gallup perguntou aos americanos se aprovavam os casamentos mistos entre negros e brancos, a resposta não podia ser mais clara: 94% dos interrogados disseram ser contra. Foram precisos mais de 40 anos para que a maioria dos americanos julgasse aceitável o casamento entre pessoas de cores diferentes.

 

Em comparação, a atitude face aos gays e lésbicas mudou radicalmente no espaço de uma década. O Gallup informou, em meados de maio passado, que mais de metade dos americanos considera hoje que é "moralmente aceitável" ser-se gay, que as relações homossexuais "deveriam ser legais", ou que os casais do mesmo sexo "devem poder casar-se". Em 1996, quando o instituto sondou pela primeira vez a população sobre o casamento homossexual, 68% dos americanos opunham-se a esta possibilidade.

 

No plano político, o Presidente Obama achou que não corria riscos ao pronunciar-se oficialmente a favor do casamento de pessoas do mesmo sexo, mesmo sabendo que enfrenta uma delicada campanha de reeleição. Uns dias mais tarde, um estratega republicano, Jan van Lohuizen, avisava o seu partido para não se opor ao casamento gay, pois, caso contrário, colocar-se-ia fora da corrente dos tempos.

 

O lado da justiça

 


Martin Luther King disse certa vez que o arco do universo moral é amplo, mas inclina-se sempre para o lado da justiça. Se assim é, inclinou-se mais depressa a favor dos direitos de "gays" e lésbicas do que em prol de qualquer outro movimento que pedisse o reconhecimento dos seus direitos cívicos.

 

Isto não significa que os homossexuais já beneficiem de igualdade e de uma proteção jurídica total. O casamento de pessoas do mesmo sexo continua a ser proibido na maioria dos estados [só seis estados americanos o legalizaram: o Connecticut, o Massachusetts, o Iowa, o New Hampshire, o Vermont e o estado de Nova Iorque, além da capital federal, Washington] e em muitos deles, gays e lésbicas não têm direito à proteção contra a discriminação no emprego e na habitação que é dada às mulheres, aos latinos e aos negros. 


Expresso.sapo.pt

 

Comente esta matéria
Título: O triunfo da causa 'gay'
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.