Quinta-feira, 27 de Abril de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Celebridades LGBT
Filmes/Séries LGBT
Garotas x Garotas
Jurídico
Notícias / artigos LGBT
Pais e Filhos LGBT
Religião
Travestis e Trans
Ultimas Notícias
Videos Lés

Travestis e Trans

Outras notícias
São Paulo sedia XIV Encontro Nacional de Travestis e Transexuais
Família e HIV-AIDS, derrubando a discriminação
Liberdade gay
O Filme Cidade Baixa com o Travesti Divina Valéria em Cannes.

Ser Gay e ser feliz

11/08/2006:

Ser gay não é fácil e nunca foi. Quando estudamos a história da humanidade tomamos conhecimento de que o homossexual sempre foi mal compreendido, perseguido, discriminado e em caso extremo, morto. Aliás, sabemos que no Brasil, centenas são mortos anualmente por conta da ignorância humana e a intolerância. Cristãos, judeus, mulçumanos, monarcas, republicanos, ditadores, nazistas, fascistas e comunistas em menor ou maior grau, dependendo da época e do contexto histórico, perseguiram e perseguem os homossexuais. Portanto: o mundo está impreguinado de homofobia (horror ao homossexual) e continuará assim, ainda por longo período. Mas essa realidade irá mudar. E você poderá fazer a sua parte, basta descobrir uma forma, posicionando-se sempre contra a homofobia. A mudança só virá, e ela vem ocorrendo principalmente nos últimos 30 anos, com a intervenção das pessoas mais interessadas nesta mudança, que são os próprios gays. Seja de forma coletiva ou individual, o Ser Gay irá impor-se na sociedade dos anos 2000. A grande dívida que a humanidade tem com o homossexual será reparada neste século XXI.

A luta contra a discriminação por orientação sexual passa necessariamente por cinco pontos:

1. O avanço da ciência, vem evidenciando que a orientação sexual tem uma base genética, portanto não é uma opção sexual como muitos insistem em afirmar. A ciência trará luz e iluminará muitas mentes (pais, educadores, formadores de opinião, políticos,etc) que por conta da sua formação cultural estão bloqueadas pela homofobia .

2. A organização da comunidade de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros através de associações vem aglutinando pessoas iguais e criando um espaço para discutir sua condição e definindo estratégias para intervir na sociedade, a exemplo da Parada de Orgulho Gay, organizada anualmente em São Paulo e em várias cidades. Essas paradas são festejadas por milhares de pessoas nas ruas.

3. A intervenção parlamentar, legislando em defesa da diferença. Algumas conquistas já foram conseguidas no nosso país, por exemplo, a Lei 10.948 do Deputado Renato Simões no Estado de São Paulo - Dispõe sobre as penalidades a serem aplicadas à prática de discriminação em razão de orientação sexual.

4. A educação formal nas escolas. É necessário tirar milhares de professores da ignorância esclarecendo-os sobre questões ligadas à sexualidade e a orientação sexual, pois estes professores formarão as futuras gerações de cidadãos.

5. O combate ao preconceito no cotidiano. É o mínimo que cada um de nós pode fazer. Manifestando-se a discriminação, é necessário o posicionamento imediato, no ambiente de trabalho, familiar, ou no convívio social em geral. Posicionar-se é muito importante, pois nós vamos combatendo a discriminação no dia a dia e enfraquecendo assim a homofobia na sociedade. Colocações do tipo " Só podia ser viado mesmo", " Isto é coisa de bicha", "Olha a fulana é muito bacana, mas é sapatão, que pena, não podemos convidá-la para a festa, vai pegar mal, não acham ?", "Tem que se ferrar mesmo, é bicha", "Ele é o melhor candidato para a vaga, mas olha só, é um viadinho. O outro é mais fraco, mas pelo menos tem jeito de homem" e por aí vai. Neste momento, temos o dever de nos manifestar contra a discriminação rebatendo-a. Agindo assim, estamos evidenciando que existe uma força contrária à homofobia. O silêncio, como ocorre na maioria das vezes, só fortalece o preconceito e a discriminação

Penso que a ciência, em particular a genética, será a grande responsável pelo golpe de misericórdia na homofobia contribuindo para o entendimento do fenômeno da homossexualidade. A mais recente descoberta de cientistas da Univesidade do Oregon, EUA, (Folha de São Paulo 05.11.2002) indicam que carneiros que só copulam com outros machos têm uma estrutura cerebral diferente da de carneiros heterossexuais.

Se desejar imprimir esta página clique aqui

Para opiniões, sugestões, depoimentos, dúvidas entre em contato comigo através deste e-mail: pedrosa@syntony.com.br


Atendo no meu consultório no bairro da Vila Madalena na cidade de São Paulo.
Marque sua consulta através deste e-mail:
pedrosa@syntony.com.br

 

 

Fonte: Pedrosa

Comente esta matéria
Título: Ser Gay e ser feliz
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
19/03/2008 23:30: juka - MG
eu tabem quero ser feliz