CANTORAS DO GRUPO DE MPB ‘AS BAHIAS E A COZINHA MINEIRA’ ESTREIAM PROGRAMA DE TV SOBRE MÚSICA BRASILEIRA

0

‘ABZ da Música’ vai ao ar todas as quartas-feiras no canal por assinatura Music Box Brazil, reunindo artistas com nomes de todas as letras do alfabeto debatendo sobre diversidade e carreira

Novembro de 2018 – Consagradas pela crítica especializada como expressões de empoderamento da novíssima música popular brasileira, as vocalistas do grupo As Bahias e A Cozinha Mineira, Raquel Virginia e Assucena Assucena, estreiam como apresentadoras de TV. Elas são as estrelas do programa de variedades ‘ABZ da Música’, que irá ao ar todas as quartas-feiras, às 22h45, pelo canal de TV por assinatura Music Box Brazil. A atração reunirá 26 artistas e bandas cujas iniciais dos nomes formam cada uma das letras do alfabeto, para debater sobre vários temas, como, por exemplo, diversidade de gerações e de gêneros na indústria da música nacional.

Dirigido por Joana Mendes da Rocha, o formato do programa intercala entrevistas com apresentações musicais, sendo um artista na ordem do alfabeto por episódio, totalizando 26 programas, cada um com duração de 15 minutos. No decorrer das conversas, Raquel e Assucena assumem a missão de extrair informações de seus convidados sobre ambições profissionais (com quem gostariam de gravar e fazer shows) e primeiros passos na música (decisão de seguir carreira, influências artísticas, primeiras músicas cantadas e o show de estreia). Há também espaço para o âmbito pessoal, como memória afetiva da infância (onde nasceu e o que gostava de fazer) e curiosidades (viagens inesquecíveis e dificuldades pelas quais já passaram).

Segundo Raquel Virginia houve uma grande liberdade para serem abordados assuntos que a dupla achasse relevante diante do estudo de cada convidado. “Eu estudei profundamente a vida de cada convidado, foi muito prazeroso e enriquecedor, tentei dentro da limitação do tempo me dedicar o máximo possível a vida e carreira de cada um que vinha se sentar com a gente. E quis perguntar assuntos que levassem a conversa acontecer – os artistas disseram joias naquele sofá. Muitos se entregaram de maneiras muito honestas. E nós também, marinheiras de primeira viagem como entrevistadoras, aos poucos fomos nos deixando levar pela toada de cada convidado. Cada convidado deu um tom. Foi muito humana nossa conversa. Falamos de poesia, resiliência, resistência, showbiz, indústria cultural, negritude, racismo, machismo, contradições, erros, demos muita risada e choramos”, lembra.

“Gravar o ABZ da Música foi transformador, cada letra do alfabeto corresponde não apenas a uma personalidade da música, mas à complexidade inerente dos entrevistados. De A a Z cada convidado transformou o tempo e espaço: a entrevista e o estúdio ganhavam a forma da subjetividade do artista. Entrevistar é uma arte amiga da experiência. Exige desenvoltura, um fluxo vigoroso de ideias e estudo. Apesar de minha inexperiência, me agarrei com muita vontade a esse ofício e à confiança depositada em nós por toda a equipe. Pude conversar com amigos e ídolos de minha juventude, pude desenvolver teorias sobre a história da indústria fonográfica no Brasil, pude me apaixonar por vias de pensamento os quais nunca tinha desbravado. Eu e Raquel propusemos a nós mesmas um bate-papo consciente de um bate-bola, com o convidado. Tivemos momentos emocionantes, que a equipe ABZ chorou, momentos de divagações filosóficas e de também de muita risada. Aprendi que todo artista trabalha muito para entregar música a nós. Cada um à sua maneira”, conta Assucena Assucena.

A diretora do programa conta que as atrações do ‘ABZ da Música’ foram definidas com base no conceito de diversidade, na afinidade artística das apresentadoras e rankings de popularidade em rádios, internet e streaming. Elas são Anelis Assumpção, BNegão, Céu, Davi Moraes, Eddie,Francisco El Hombre, Gabriel Thomaz, Helio Flanders, Isabel Lenza, Jota Quest, Kel Smith,Luedji Luna, Mestrinho, Negra Li, Odair José, Projota, Quarta Bê, Rico Dalasam, Samuel Rosa,Tulipa Ruiz, Ultramen, Vitor Kley, Wilson Simoninha, Xenia França, Ytallo Bezerra e Zeeba.

Em um dos episódios que promete ser emblemático, o cantor e compositor do estilo brega romântico Odair José relembra a censura do governo brasileiro ao refrão “pare de tomar a pílula”, da música ‘Uma Vida Só’, lançada em 1970 no LP ‘Odair José’. À época, os versos soavam propaganda contrária à distribuição de tais pílulas para controle da natalidade. O apoio do artista à classe das empregadas domésticas, na música ‘Deixa essa vergonha de lado”, em 1970, quando a profissão ainda estava longe de ser legalizada, também foi discutido no programa.

O grupo As Bahias e a Cozinha Mineira surgiu a partir da convivência das vocalistas Raquel Virgina e Assucena Assucena no curso de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP), por volta de 2011. O grupo começou de fato a se apresentar em festas universitárias em tributo à cantora britânica Amy Winehouse, após a sua morte. Com influências de Gal Costa e do Clube da Esquina, As Bahias e As Cozinhas Mineiras possuem dois discos lançados (‘Bixa’, de 2017, e ‘Mulher’, de 2015) reconhecidos por importantes premiações, como Prêmio da Música Brasileira de 2018 (Melhor Grupo e Álbum de Canção Popular, por ‘Bixa’).

O ‘ABZ da Música’ tem criação assinada por Anna Butler e Cris Lobo, respectivamente ex-diretora artística e diretora de produção da MTV. Ambas assinam séries produzidas para vários canais de TV por assinatura. A diretora Joana Mendes da Rocha venceu o prêmio do público de Melhor Documentário Brasileiro por ‘Tudo é Projeto’, na 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O programa é um conteúdo exclusivo do Music Box Brazil, canal programado pela Box Brazil.

SERVIÇO

PROGRAMA ‘ABZ DA MÚSICA’ – MUSIC BOX BRAZIL

Apresentação: Raquel Virgina e Assucena Assucena – As Bahias e a Cozinha Mineira

Direção: Joana Mendes da Rocha

Estreia: 7 de novembro, às 22h45

Novos episódios: às quartas-feiras, 22h45

Reprises: sábados, às 20h15, e terças-feiras, às 19h

Quantidade de episódios: 26

Duração: 15 minutos por episódio

Convidados (entrevistas e musicais): Anelis Assumpção, BNegão, Céu, Davi Moraes, Eddie, Francisco El Hombre, Gabriel Thomaz, Helio Flanders, Isabel Lenza, Jota Quest, Kel Smith, Luedji Luna, Mestrinho, Negra Li, Odair José, Projota, Quarta Bê, Rico Dalasam, Samuel Rosa, Tulipa Ruiz, Ultramen, Vitor Kley, Wilson Simoninha, Xenia França, Ytallo Bezerra e Zeeba

Classificação indicativa: Livre

Principais operadoras: NET, Claro, Vivo, Oi e Algar

 

SOBRE MUSIC BOX BRAZIL

O canal Music Box Brazil dedica 24 horas de programação voltada ao melhor da música brasileira. Exibe shows, videoclipes, documentários, entrevistas e programas exclusivos com os principais nomes do cenário nacional. Integra a Box Brazil, maior programadora independente de canais de TV por assinatura brasileira, que alcança diariamente 36 milhões de pessoas no Brasil. A empresa também possui outros quatro canais, sendo um deles voltado ao mercado internacional: Prime Box Brazil (dedicado a conteúdos ficcionais), Travel Box Brazil (focado no universo de viagens) e FashionTV (versão nacional do mais importante canal de moda do mundo), além do BOOM TV (canal de filmes e séries dos grandes estúdios transmitido na Angola e Moçambique). O Music Box Brazil é distribuído pelas principais operadoras, entre elas NET, Claro, Vivo, Oi e Algar. No mercado internacional, está presente nas plataformas Amazon Prime, TeleUP e Brusa.

 

 

Compartilhar.

Sobre o Autor

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of