Após conquistar 351 mil votos, travesti quer ser prefeita de Belo Horizonte

0

Duda Salabert (PSol) deverá ser a primeira transxual a concorrer ao cargo no país. Este ano, ela tentou uma cadeira no Senado.

Flávia Ayer/Estado de Minas

Belo Horizonte — Depois de conquistar 351.874 votos, a travesti Duda Salabert, que concorreu ao Senado este ano, está animada com a resposta das urnas. Por causa do bom desempenho, a maior votação do PSol em Minas Gerais, a professora pretende se lançar candidata à Prefeitura de Belo Horizonte em 2020, sendo a primeira pessoa trans a concorrer ao cargo.
Ela foi a 12ª postulante mais votada entre os mais de 2 mil candidatos no estado em 2018, se considerados todos os cargos em disputa: presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual. Também foi a primeira candidata mulher travesti a concorrer a um cargo majoritário.
Mais votos que Aécio
“Nesse cenário de avanço do conservadorismo, uma travesti conseguir essa votação, que é três vezes mais do que o deputado eleito Aécio Neves (PSDB), é um fenômeno”, afirma Duda. Ela ressalta que a
campanha foi feita com somente R$ 15 mil.
https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2018/10/14/interna_politica,712607/travesti-quer-ser-perfeita-de-belo-horizonte.shtml
Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.