4 documentários essenciais para entender o movimento LGBT

0

Os documentários sempre foram uma das melhores maneiras, além dos livros, para as pessoas se informarem sobre assuntos relevantes e quase sempre pouco ou nada abordados por meios de comunicação mais tradicionais. E assim como as mulheres sentem interesse por conteúdo policial para se informarem e aprenderem a se proteger, é importante que membros da comunidade LGBT se mantenham sempre informados e atentos a esses assuntos na mídia.

Enquanto alguns documentários sobre a temática LGBT se dedicam a explorar relatos pessoais de pessoas que saíram do armário e as dificuldades e vitórias em suas vidas, outros preferem contar as histórias de ONGs dedicadas a assegurar e proteger seus direitos e até mesmo de grupos que combatem a violência homofóbica de maneiras um tanto polêmicas, como acontece nos Estados Unidos e outros lugares do mundo que sofrem com o problema.

Pensando nisso, selecionamos este cinco documentários essenciais sobre o movimento LGBT para você assistir, conhecer sua história e ficar ainda mais informado sobre este vasto mundo. Confira:

#1 – Paris is Burning (1990)

Escrito e dirigido por Jennie Livingston, o documentário Paris Is Burning retrata o cenário LGBT na cidade de Nova York durante três fases da década de 1980, auge do HIV. O sucesso cultural do filme foi tão grande que, em 2016, a obra foi selecionada pelo National Film Registry à Biblioteca do Congresso como “cultural, histórica ou esteticamente significante”. Décadas depois, o reality show RuPaul’s Drag Race faz várias homenagens ao documentário e sua relevância.


#2 – Game Face (2015)

Não é segredo algum o desafio e as dificuldades que a comunidade LGBT enfrentam para levar uma vida normal. E o documentário Game Face apresenta justamente isso: ele acompanha as lutas de Fallon Fox, primeira transgênero a se tornar lutadora profissional de MMA, e de Terrence Clemens, jogador de basquete universitário e homossexual, para vencerem o preconceito e serem aceitos no mundo dos esportes profissionais.


#3 – Dzi Croquettes (2009)

IMDb

Neste documentário brasileiro, conhecemos a história do grupo performático Dzi Croquettes, que se utilizada de um visual exuberante, com maquiagem pesada e trajes femininos, para realizar uma atração formada por monólogos alternados com números de canto e dança. Criado em 1972, em plena época de ditadura militar no país, o espetáculo foi censurado. O grupo então se mudou para Paris, onde foi um sucesso enorme que teve o apoio até da atriz e cantora Liza Minelli.


#4 – Oriented (2015)

IMDb
Oriented Poster

O documentário Oriented acompanha a vida de três amigos palestinos homossexuais – Khader, Fadi e Naeem – que lutam para assumir sua sexualidade em meio ao cenário do interminável guerra entre Israel e Palestina que os cerca. Em busca de uma mudança, o trio se une e forma uma resistência não violenta chamada Qambuta, um grupo que visa defender a igualdade sexual e de gênero aos Palestinos que vivem em Israel. O diretor Jake Witzenfeld, declarou: “Eu quero que as pessoas fiquem confusas, que se perguntem sobre o que elas sempre acreditaram e se questionem sobre o que esse filme as fez acreditar”.

 

 

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.